Trade e Mtur se unem em campanha pelo doméstico

O Ministério do Turismo lançou hoje a campanha #PartiuBrasil, que incentiva a realização de viagens domésticas durante da Copa do Mundo, período para o qual se esperava um bom fluxo mas que, pelo contrário, vem registrando baixa nas vendas.

A estratégia, planejada pela nova diretora de Marketing do órgão, Luciana Fernandes, é feita em parceria com os 93 associados Braztoa, também com entidades como Abav, ABIH, Fohb, Abeta, Abear, Resorts Brasil, Aviesp, Avirrp, e das aéreas Tam, Avianca e Azul.

“Estamos indo diretamente ao varejo, pois queremos o brasileiro viajando imediatamente”, afirma Luciana. “Para isso, criamos essa campanha cooperada entre MTur e outras empresas e entidades para anunciar no trade, nas vitrines das lojas e na mídia, diretamente para o consumidor final”, completa.

Segundo o presidente da Braztoa, Marco Ferraz, a campanha não é de redução de preços, mas de incentivo ao consumidor. De acordo com o dirigente, as tarifas aéreas e hoteleiras já estão baixas para o período, inclusive mais baratas do que ano passado, então a proposta é “convencer o turista a sair do sofá para colocar o pé na estrada, pois junho e julho estão abaixo do esperado em reservas. Esperamos que o #PartiuBrasil tenha reflexo inclusive nos meses de baixa”.

A pressa do Ministério na campanha não existe apenas em função da Copa do Mundo. Devido à aproximação das eleições, o limite do órgão na divulgação é o próximo dia 4. “Por isso, todo o material será disponibilizado aos operadores e parceiros para continuarem a campanha”, explica a diretora de Marketing. “Ainda assim, a proposta é remodelar o #PartiuBrasil até pelo menos o final do ano, pois senti uma carência do MTur em campanhas de apoio à comercialização, só o que eu via era divulgação do próprio órgão.”

A CAMPANHA
Um total de R$ 4 milhões foi investido para a concretização da #PartiuBrasil. Canais de TV fechada, rádios das grandes cidades brasileiras e internet serão os alvos da campanha. A publicidade reproduzirá a variedade de roteiros, a gastronomia, a boa receptividade, a experiência e outros pontos positivos de se viajar no País.

“Os principais concorrentes do nosso turismo doméstico são os Estados Unidos, Europa e outros países do Exterior”, comenta Luciana. “É hora de mostrar que nunca foi tão fácil viajar pelo Brasil. Está tudo muito acessível para o consumidor, mas nem todo mundo sabe disso. Vamos mostrar que o desejo de muitos estrangeiros é estar no Brasil e que o brasileiro está perdendo muita oportunidade”, completa, acrescentando que sua meta é colocar o turismo como prioridade de compra para o consumidor daqui – segundo o Ministério, o setor é o quarto item na cesta do brasileiro.

Fonte: Panrotas

Deixe uma resposta