Pousada Corsário oferece promoções em Búzios e Paraty até novembro

Até o final do mês de novembro, as unidades Búzios e Paraty da Pousada Corsário oferecem três promoções diferentes para os hóspedes interessados em passar dias inesquecíveis em uma cidade paradisíaca. As promoções são as seguintes: Promoção 1 – Reserve sete dias e pague apenas cinco diárias; Promoção 2 – Reserve cinco dias e pague quatro diárias; e Promoção 3 – Reserve duas diárias e ganhe 25% de desconto.

Administrada pelo Grupo Samadhi Hotels, a Pousada Corsário foi inaugurada em 1988, na cidade histórica de Paraty. Depois foi a vez da Vila de Santo André, no sul da Bahia e do balneário de Búzios. Em suas instalações a pousada oferece conforto, qualidade, requinte, charme e beleza em suas instalações, além de excelência no atendimento e um delicioso café da manhã.

Recentemente, as unidades de Búzios e Paraty passaram por um processo de revitalização e receberam camas boxes Ônix, móveis de Bali, toalhas Coteminas, roupas de cama da Altenburg, objetos de decoração, como quadros com reprodução de gravuras de Debret, revestimentos, pintura, novos frigobares, entre outras modificações.

Nos banheiros os hóspedes encontram agora amenities da Ecco Cosmetics, que são feitos de forma sustentável e suas embalagens são biodegradáveis, uma preocupação constante da administração da pousada com o meio ambiente.

A piscina de Paraty recebeu pastilhas Atlas e pedras Solarium, que mantêm a temperatura ambiente e não aquecem com o calor do sol, além de novas espreguiçadeiras e móveis Tidelli. Os quartos agora contam também com TVs de LCD 32’. A unidade de Búzios recebeu novos estofados e cabeceiras das camas da Soho Designer. O Grupo Samadhi Hotels investiu dois milhões de reais, que equivalente a 10% do valor das três unidades da Corsário, no projeto de revitalização das três unidades.

Em Paraty, a pousada fica estrategicamente localizada entre o verde da Mata Atlântica e o azul do mar, reúne requinte colonial, beleza e qualidade em um aconchegante jardim tropical, para os hóspedes desfrutarem da fantástica sensação de viver numa cidade histórica.

As acomodações possuem toda infra-estrutura quem quer aproveitar ao máximo sua estadia. São 39 quartos tipo chalés, equipados com TV a cabo, frigobar, ar condicionado, telefone e cofre.

Já a unidade de Búzios está localizada na famosa Praia dos Ossos, a pousada se destaca por sua belíssima arquitetura, harmonizada com decoração sofisticada e aconchegante. Entre os seus diferenciais estão a proximidade com a famosa Rua das Pedras – são menos de 20 minutos de caminha pela Orla Bardot, e com as praias Azeda e Azedinha.

São 34 suítes decoradas e divididas em quatro categorias: Vip, Super Luxo, Luxo, Superior e Standard, todas equipadas com ar condicionado, cofre digital incluído na diária, ponto de Internet (somente Luxo, Super Luxo e VIP), TV a cabo, telefone e frigobar. As suítes VIPs possuem vista para o mar, hidromassagem e terraço com jardim privativo. Os quartos Super Luxo também possuem vista para o mar e Hidro. Os quartos Standard possuem vista para o jardim interno da pousada.

Sua área de lazer oferece sauna a vapor, duas piscinas – uma térmica e coberta e outra convencional, salão de jogos – mesa de carteado, totó e sinuca, sala de TV LCD 42 polegadas e sala de massagem (o serviço é contratado à parte), além de dois pátios de estacionamento.

Búzios: Rua Agripino de Souza, 50 – Praia dos Ossos
Tel.: (22) 2623-6403
E-mail para reservas: reservas@pousadacorsariobuzios.com.br

Paraty: Rua João do Prado, 26 – Bairro da Chácara
Tel: (24) 3371-1866
E-mail para reservas: corsariopty@pousadacorsario.com.br

SITA apresenta cartões de embarque “high tech”

As companhias aéreas podem, agora, oferecer a seus passageiros a oportunidade de embarcar com um simples toque no pulso e varredura do seu smartwatch (relógio touchscreen). O SITA Lab segue inovando e liderando na área de tecnologia vestível ao fornecer cartões de embarque para relógios Android, através da Application Programming Interface (API), disponível na página developer.aero.

Um alerta simples feito pela tecnologia Android Wear vai lembrar o passageiro do seu voo no momento e local apropriado. Um toque rápido na tela revela o cartão de embarque e um segundo toque exibe o código de barras para leitura do cartão. Esses simples movimentos permitem ao passageiro passar pelos postos de controle do aeroporto para embarcar no avião.

Jim Peters, Diretor-Chefe de Tecnologia  da SITA, afirma: “Nós realizamos uma pesquisa sobre o uso de tecnologia wearable para a indústria de transporte aéreo, e este é o primeiro passo para que os passageiros usem seus próprios dispositivos portáteis, assim como eles fazem no caminho para o aeroporto.

Como o cartão de embarque da SITA é totalmente compatível com as normas internacionais, incluindo a agência americana Transportation Security Administration (TSA), pode ser utilizado em aeroportos de todo o mundo. Essa tecnologia pode ser viabilizada a partir da nossa plataforma API para a indústria. Estamos na expectativa para saber quais vão ser as primeiras companhias aéreas a adotar o sistema.”

A SITA fornece uma seleção de APIs para as companhias aéreas e aeroportos em sua plataforma developer.aero, inclusive para a tecnologia beacons, rastreamento de bagagem e iTravel. Como os cartões de embarque são entregues via API, uma simples leitura do código, que leva menos de dois minutos para ser feita, permite que o Google Now e smartwatches sejam ferramentas úteis de viagem.

O cartão de embarque API da SITA já está em uso em grandes companhias aéreas, incluindo a JetBlue e Virgin Atlantic.

Peters acrescenta: “A procura por smartwatches ainda não deslanchou, mas as previsões são otimistas. O SmartWatch Group relata que 40 empresas lançaram smartwatches em 2013, e a previsão é de que os dispositivos se tornem indispensáveis nos próximos anos. A SITA já tornou possível para as companhias aéreas que o embarque seja feito através desses dispositivos portáteis com tecnologia mainstream”.

Sobre a SITA:
A SITA é líder mundial em comunicações de transporte aéreo e soluções de TI. Propriedade da indústria, a SITA fornece soluções para as companhias aéreas, aeroportos, GDS e governos, a mais extensa rede de comunicações do mundo. Seu portfólio abrange todos os aspectos da indústria de comunicações globais gerenciados para passageiros, bagagem, voo e operações de aeronaves, gestão das fronteiras e ar-terra comunicações. Com presença em mais de 400 aeroportos em todo o mundo, a SITA fornece um serviço exclusivo para seus 450 membros da indústria de transportes aéreos e 2.800 clientes em mais de 200 países. Em 2013, a SITA teve receita consolidada de US$ 1,63 bilhão.

As subsidiárias da SITA e joint ventures incluem OnAir, CHAMP Cargosystems e Aviareto. Para mais informações, visite www.sita.aero.

Turista solidário: um viajante que interage com o destino

Eles desejam mais do que contemplar belos cenários e consumir mercadorias. Para estes turistas, tão essencial quanto conhecer o destino é vivenciar a rotina do local.

Um novo grupo de turistas tem sido visto desbravando destinos pouco conhecidos em busca de interação com o meio ambiente e envolvimento com a população. Trata-se de um turista solidário, símbolo de uma nova geração de viajantes participativos, que prefere se hospedar na casa de moradores e participar das atividades da comunidade.

Para estes viajantes, tão essencial quanto conhecer o destino é vivenciar a rotina do local. “Eles veem no turismo uma oportunidade de obter experiências que vão além do consumo e da contemplação de cenários”, diz Rafael Fortunato, coordenador de Turismo da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Esse novo viajante, segundo ele, em geral jovem e das mais variadas classes sociais, cresceu influenciado pela força do movimento socioambiental e se vê como um agente de mudanças.

São pessoas como a médica residente Helena Taveira, de 26 anos, que após se engajar em um trabalho acadêmico em vilarejos pobres de Minas Gerais, já foi quatro vezes ao Vale do Jequitinhonha falar sobre doenças sexualmente transmissíveis e métodos contraceptivos. “Aprendi a considerar o paciente além de suas queixas, conhecer de perto o outro e respeitar ainda mais o ser humano”, afirma.

A interação também beneficia as comunidades. A dona de casa Nacibe, de 69 anos, hospeda em sua casa turistas interessados em experimentar a vida rural e a rotina de trabalhadores locais que se apoiam em trabalhos manuais para sobreviver. Ela vive em Mendanha, um distrito da cidade de Diamantina, que tem como vocação histórica a extração de pedras preciosas. “Já pude aprender um pouco de francês com uma estudante da França que passou quatro meses aqui. Tenho contato com os viajantes, eles sempre voltam depois”.

Ainda não há um grande número de passeios estruturados para este público nas agências de viagem, segundo Leonel Rossi, vice-presidente de Relações Internacionais da Associação Brasileira de Agências de Viagem (ABAV). “Alguns roteiros, no entanto, já têm como propósito a interação mais profunda com o destino”, afirma. De acordo com a entidade, há uma tendência de os pacotes incluírem passeios que tenham como atrativo a solidariedade.

Há 15 anos uma operadora de turismo de Minas Gerais leva turistas ao vilarejo de Capivari, local conhecido pelos atrativos naturais e a prática do turismo sustentável. Desde então, apoiados pela agência, os viajantes passaram a voltar para Capivari uma vez por ano para doar à população seu tempo, trabalho e talento. “Formamos o grupo Amigos de Capivari, com mais de 500 colaboradores. Hoje atendemos demandas de saúde, educação e entretenimento da comunidade, inclusive com implementação da rede de abastecimento de água potável”, diz a proprietária da empresa, Cirlene Soares.

Entre os programas do Ministério do Turismo voltados para a responsabilidade social e sustentabilidade estão o Passaporte Verde, que sugere destinos que motivam o viajante a interagir de modo sustentável quando viaja, e o Talentos do Brasil Rural, que estimula o turismo em comunidades e cooperativas rurais. Em comum, eles têm o apoio a ações que promovem o desenvolvimento local, a qualificação profissional, valorizando a comunidade, gerando emprego e renda.

Fonte: Ministério do Turismo

Ganhador de ação promocional da Embratur se prepara para vir ao Brasil

Espanhol escolheu visitar Foz do Iguaçu entre os dias 31 de agosto a 06 de setembro. Visitante é vencedor da ação The Green House, site interativo criado pela Embratur.

Para promover o Brasil para os europeus pouco antes do início da Copa de 2014 e criar uma estratégia de engajamento com foco em ecoturismo, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) lançou em março o site interativo The Green House. Voltada para os turistas residentes no Reino Unido, Alemanha, Holanda, Portugal, França, Itália e Espanha, a plataforma promocional de caráter, exclusivamente cultural, premiou o espanhol Marcos Aran Calvo com uma viagem com acompanhante para o Brasil. Além disso, o vencedor podia escolher entre os destinos de Bonito, Brotas, Pantanal, Amazônia e Foz do Iguaçu.

“O The Green House é um site interativo que incentivou os jogadores a descobrir algumas das maravilhas naturais do Brasil. O objetivo da promoção foi divulgar destinos brasileiros do segmento Ecoturismo e Aventura, principalmente por meio da comunicação digital, que está sendo cada vez mais utilizada como fonte de informação no setor de turismo”, destacou o diretor de Marketing da Embratur, Sérgio Flores.

Fonte: Embratur

OMS alerta sobre risco de expansão do vírus ebola

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, disse no dia 1º que o surto do vírus ebola está se expandindo mais rapidamente do que os esforços para controlá-lo. “Se a situação continuar a piorar, as consequências podem ser catastróficas em termos de perda de vidas e também socioeconômicos, e há riscos de propagação para outros países”, alertou.

As declarações foram feitas em pronunciamento na capital da Guiné, Conacri, em reunião de emergência com os presidentes da Guiné, da Libéria e de Serra Leoa para elaboração de um plano de combate à epidemia. Segundo a diretora, este surto é de longe o maior da história de quase quatro décadas da doença, tanto em número de casos (1.323), quanto de mortes registradas (729).

A diretora da OMS adiantou que alguns países terão que impor restrições de locomoção e para reuniões públicas, dependendo da situação epidemiológica. “Correntes de transmissão podem ser quebradas”, ponderou. Para ela, a reunião de hoje deve marcar um ponto de mudança na resposta ao surto. A OMS já havia anunciado apoio financeiro de US$ 100 milhões para combater a epidemia.

Margaret destacou que a doença está ocorrendo em áreas com maior movimento populacional, e tem demonstrado sua capacidade de se espalhar por meio de viagens aéreas. Casos estão ocorrendo em áreas rurais de difícil acesso, mas também em capitais densamente povoadas.

Além disso, o surto está afetando um grande número de médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde, um dos recursos mais importantes para conter um surto. Até o momento, mais de 60 profissionais de saúde morreram depois de trabalhar com pacientes infectados pelo vírus ebola.

Para Margaret Chan, apesar da inexistência de uma vacina ou terapia curativa, os surtos de ebola podem ser contidos com a detecção precoce e isolamento dos casos, com o rastreio dos infectados e procedimentos rigorosos de controle de infecção. Ela destacou que o início rápido do tratamento aumenta as chances de sobrevivência.

O vírus ebola é transmitido por contacto direto com o sangue, líquidos ou tecidos de pessoas ou animais infetados. Os principais sintomas são hemorragias, vômitos e diarreias. A taxa de mortalidade da doença varia entre 25 e 90%. Esta é a primeira vez que se identifica e se confirma uma epidemia de ebola na África Ocidental, até agora sempre registadas em países da África Central.

Fonte: Agência Brasil de Notícias

Baixas temperaturas em Monte Verde – MG

Foto: Associação de Hotéis e Pousadas de Monte Verde

Monte Verde, um dos destinos de inverno mais famosos do Brasil, registrou 2.7 graus na madrugada de segunda-feira, 21 de julho.  As baixas temperaturas, principalmente nesta época do ano, são recorrentes e um dos atrativos da vila. Ontem, domingo, 20, por exemplo, Monte Verde  amanheceu coberta com uma fina camada de gelo, embelezando ainda mais a paisagem da vila que fica na Serra da Mantiqueira. Na madrugada  de domingo, os termômetros de rua oscilaram entre -3º e -1º C, uma das menores temperaturas do ano em todo o País. O INMET – Instituto Nacional de Meteorologia – no mesmo período registrou médias de 1º e 3º C.

Para os próximos dias, a tendência é o frio permanecer. Segundo a Climatempo, as temperaturas devem oscilar entre 17º (máxima) e 4º C (mínima), nesta segunda-feira; 19º (máxima) e 6º C (mínima), na terça-feira; e 21º (máxima) e 7º C (mínima), na quarta-feira. No fim de semana, as temperaturas devem seguir baixas. Com o frio, belas paisagens, rica gastronomia e inúmeras opções de hospedagem, Monte Verde se torna um destino ainda mais interessante, pois, até o dia 27 de julho, acontece o Festival de Inverno de Monte Verde, que desde o início do mês vem aquecendo os visitantes com uma grande programação cultural – veja abaixo as atrações para os dias 26 e 27 de julho.

26 de julho (sábado)
Oficina de pintura no Ateliê Paula Bars (30 vagas – inscrições: (35) 3438-2316) 11h
Cortejo cênico CHI-CA-BUM 12h
Grupo Canto Coral da Associação Beneficente de Monte Verde / Companhia de Ballet da ABMV 13h
Bandas Experimentais da EMMA (Escola Municipal de Música e Artes Carlito Martins) 14h
Orquestra de Violões da EMMA (Escola Municipal de Música e Artes Carlito Martins) 15h
Peça Ver Estrelas da EMMA (Escola Municipal de Música e Artes Carlito Martins): de João Falcão 16h
Mostra de Dança da EMMA (Escola Municipal de Música e Artes Carlito Martins), grupos: Life Dance, Free Step, Kids Dance, Bom Jardin e Adotarte 17h
Coral Cantare, Canto Mágico e Cantux Lux, da EMMA (Escola Municipal de Música e Artes Carlito Martins) 18h
Big Band Itinerante – O repertório vai de Ari Barroso a Raul Seixas, incluindo canções internacionais de estilos como jazz, mambo e rock’n’roll 20h
Mari Salvaterra – Conhecida por ter integrado a Banda Blitz, a cantora apresentará seu projeto cover voltado à música brasileira, e ritmos como samba, samba-rock, pop e rock 21h
27 de julho (domingo)
Júlio Moura Acústico – apresentará o melhor do sertanejo raíz, MPB, Pop Rock nacional, além de composições próprias 13h

Sobre Monte Verde – Distrito da cidade mineira de Camanducaia, Monte Verde caracteriza-se pela combinação de um clima frio e romântico com preservação ecológica e esportes de aventura. Bastante procurada principalmente no inverno, quando as temperaturas ficam em torno de 5°C, Monte Verde conta com excelente infraestrutura hoteleira – mais de 180 opções de hospedagem –, restaurantes que servem desde a mais tradicional cozinha mineira até pratos da culinária contemporânea e típicos do inverno, como foundue, um centro comercial movimentado, atividades como caminhadas, rappel, arborismo, rafting, motocross, cavalgadas e uma pista de patinação ecológica. Cercada pelas montanhas da Serra da Mantiqueira, a estância fica a mais de 1.500m de altitude, está a 167 km da capital paulista, 420 km do Rio de Janeiro e a 456 km de Belo Horizonte. Veja mais sobre Monte Verde em www.monteverde.org.br.

Sobre a AHPMV – Criada há 10 anos, a Associação de Hotéis e Pousadas de Monte Verde reúne estabelecimentos com serviços de excelência garantida e que são avalizados pelo selo de qualidade “Plátano de Ouro”. Com sede ao lado do portal de entrada de Monte Verde, possui equipe de profissionais capacitados para atender aos turistas com informações sobre hospedagens e dicas de lazer.

CVC prevê embarque de 3 mil passageiros para Bariloche

A temporada de neve da CVC em Bariloche está começando esta semana e a estimativa da operadora é embarcar mais de três mil brasileiros entre julho e agosto, em uma operação semanal que conta com voos fretados, saindo aos sábados de São Paulo e Porto Alegre.

A equipe da empresa conta com 100 guias de viagens e o apoio de uma frota de mais de 30 veículos para realização de traslados e passeios. A programação de roteiros conta com três opções: “Básico”, “Clássico” e “Total”, todos com oito dias de duração e atrações que podem incluir aulas e equipamentos especiais para a prática de esqui.

Para mais informações: www.agentescvc.com.br.

Fonte: Panrotas

Verão em Nova York: The Muse, a Kimpton Hotel, cria “Corrida do #Selfie”

Foto: Washington DC - The George / Divulgação

Com a Copa do Mundo terminando e os #selfies nos estádios saindo de cena, Nova York no verão tem tudo para servir de “check-in” para os melhores cliques e posts.

O The Muse, a Kimpton Hotel, convida seus hóspedes para explorar Manhattan pelo modo #selfie. Com smartphones a postos e uma lista de 10 locais para visitar, entre cartões-postais (Empire State Building, St. Patrick’s Cathedral, Central Park, Estátua da Liberdade, Apolo Theatre…) e achados imperdíveis como a Katz’s Delicatessen, no East Village, os participantes desse desafio devem postar um #selfie em cada um deles via Instagram ou Twitter. Sem esquecer, é claro, de adicionar a hashtag #MuseSelfie e “taguear” @KimptoninNYC.

Os prêmios da brincadeira variam de acordo com o número de #selfies e localizações percorridas: de coquetéis no bar do NIOS, restaurante do The Muse, a descontos e upgrades nas diárias.

Um “Selfie Pro Kit” com adereços divertidos como óculos coloridos, plumas e perucas estão à disposição dos hóspedes no frontdesk.

Diárias a partir de US$ 390 para duas pessoas, inclui wine hour, wifi grátis e empréstimo de bicicletas para passeios na cidade.

The Muse, a Kimpton Hotel: www.kimptonhotels.com
Tel.: 0800 762 1287

Sobre a Kimpton Hotels & Restaurants: Pioneira no conceito de hotéis-butique nos Estados Unidos, a rede reúne 60 empreendimentos e 70 restaurantes nos principais destinos do país (26 cidades): Miami, Nova York, Los Angeles, São Francisco, Aspen, entre outras. Fundada em 1981 por Bill Kimpton, cada uma das propriedades traz estilo próprio, design distinto e serviço atencioso, porém arejado e amigável.  Pet Friendly (Caminha, snacks e tigelas de comida são cortesia), seus hotéis tem amenities práticas e irreverentes, como o “Forgot It? We Got It”, “Guppy Love” e “Wine Hour”. Empresta bicicletas para passeios, esteira e programa de Yoga para praticar no quarto ou no fitness center. O Kimpton In Touch, seu programa de fidelidade, adiciona Wifi grátis e o “Assalto ao Minibar”, um bônus de USD 15 de consumo no minibar. Apoia a comunidade LGBT com benefícios extras que vão de convites a festas exclusivas a promoções e newsletters customizadas.  A Kimpton Hotels é considerada a número 1 em satisfação pelos seus clientes, segundo o Top Customer Satisfacton Score, traz uma coleção de bares, lounges e restaurantes premiados, liderados por chefs talentosos e bartenders descolados. Seus hotéis e restaurantes seguem práticas amigáveis ao meio ambiente e a rede é parceira da The Nature Conservancy (Plant a Billion Trees) para o plantio de árvores na Amazônia Brasileira (seus hotéis são 100% certificados com o Green Seal™).

Caminho do Vinho é achado rural do Paraná

Foto: MTur / Divulgação

Entre as atrações destacam-se os parreirais, a culinária típica dos italianos e o cenário bucólico do campo. O roteiro é um dos 23 selecionados pelo projeto Talentos do Brasil Rural.

Imagine-se percorrendo parreirais cultivados por descendentes de italianos e se esbaldar em restaurantes com comidas típicas, cafés coloniais e vinícolas familiares. Este é o cenário do Caminho do Vinho, um dos 23 roteiros selecionados pelo projeto Talentos do Brasil Rural, que tem por objetivo valorizar a cultura de agricultores familiares, gerar emprego e agregar valor à produção.  No total, o projeto ajudou a estruturar 400 empreendimentos de 54 municípios brasileiros.

O roteiro Caminhos do Vinho se localiza em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba (PR). Ainda compõem o passeio atrações como um museu do vinho, a venda de produtos coloniais, um pesque e pague e uma pista de velocross, para os turistas mais animados.

Talentos do Brasil Rural é uma parceria entre os ministérios do Turismo (MTur), do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que reformulou o roteiro, integrando a agricultura familiar entre as atrações, e agregou parceiros para aperfeiçoamento a empreendimentos locais.

“É um projeto que coloca o turismo como uma atividade produtiva com capacidade de gerar pequenos negócios para comunidades rurais, valorizando o patrimônio material e imaterial de várias regiões do país”, explica o ministro do Turismo, Vinicius Lages.

Os roteiros são escolhidos por meio de chamada pública, mapeados e apresentados ao mercado turístico. Eles também receberam consultoria especializada e apoio à comercialização. Um dos requisitos para escolha é o acesso a menos de três horas de uma das capitais-sedes da Copa do Mundo, considerando meio terrestre ou aquaviário.

Acesso
O local do passeio fica a 5 km do Aeroporto Internacional Afonso Pena e a 26 km do Centro de Curitiba. O acesso pode ser pela entrada de São José dos Pinhais (Via Av. das Torres),  BR-277 e BR-116 (contorno leste). Para circular pelo roteiro, recomenda-se um veículo de passeio ou contratar um serviço de turismo receptivo. Os interessados podem comprar o passeio pela “linha turismo” com partidas aos finais de semana (sábado as 13h30 e domingo as 11h) a partir do Shopping São José, no centro de São José dos Pinhais.

Atrações
Vinícolas: Adega Bortolan, Cantina Della Mamma, Vinhos Dom Roberto Perbiche, Vinhos Don Gabriel, Vinhos Irmãos Juliatto, Vinhos do Italiano, Vinhos Laureanti, Vinhos Pissaia, Vinhos Vô Dide, Vinhos Vô Vito

Restaurantes: Bosque Italiano, Casa Laureanti, Don Gabriel, Dulce Restaurante, Frutos da Terra, Panela de Barro, Sol e Lua, Sitio Rio Pequeno, Vô João

Cafés coloniais: Casa Bela Café, Casarão Café Colonial, Dulce Café Colonial, Grimpa Verde Café colonial, Vanille Café Colonial

Outras atrações: Armazém do Mazza, Casa do Artesanato, Chácara e Pousada Bella Vite, Encantos do Jardim, Glória Doces e Salgados, Minhocário Martins, Pesk e Pague Beira Rio, Pesk e Pague do Cachimbo, Velocross, Vinhos Dom Roberto Perbiche – Museu e Samuleria Mergulhão.

Fonte: Ministério do Turismo

Culinária mineira e cenário rural atraem turistas para MG

Foto: Serra Rurais / Empyreo Destilaria / Divulgação MTur

Roteiro oferece cenário bucólico de serras para cavalgadas, visita a museus e uma variedade de quitutes e iguarias para degustação localizadas no sul de Minas, a pouco mais de uma hora da capital paulista.

Nas serras mineiras, na divisa entre Minas Gerais e São Paulo, o maior patrimônio da região são as pessoas e seus saberes. No período da Copa do Mundo, os turistas que viajarem pelo país para acompanhar os jogos estão convidados a conhecer a Serra da Mantiqueira mineira, no extremo sul do estado, que agora dispõe de um roteiro especialmente desenvolvido para esse público. Os municípios desse roteiro ficam a 160 quilômetros de distância do aeroporto de Guarulhos e são uma opção ideal para turistas brasileiros e estrangeiros que forem à capital paulista assistir ao mundial. São quatro opções de passeios, que podem ser aproveitados em um, dois ou três dias.

Os turistas que visitarem os municípios localizados nas Serras Rurais de Minas Gerais têm a possibilidade de conhecer a rotina do homem do campo em visitas ao curral para ordenha, em cavalgadas ou experimentando quitutes no café da manhã servido no casarão das fazendas. Os passeios reservam ainda outras surpresas, como conhecer os atrativos rurais naturais e degustar iguarias da região. Tudo acompanhado da conhecida hospitalidade mineira.

As Serras são um destino cativo de paulistanos que querem fugir da cidade grande aos fins de semana. Um dos pontos mais valorizados na região é a fazenda Esperança que possui um acervo histórico expressivo, composto por um casarão de 1882, um museu e muitas histórias de cinco gerações da família do proprietário. Além de ser um atrativo para o turista não habituado com a vida no campo, a fazenda dispõe de chalés e um restaurante que serve produtos feitos na propriedade, inclusive a carne de porco “na lata”, método adotado por tropeiros que usavam a banha de porco para conservar a carne.

Em Monte Verde, cidade mais famosa do roteiro, os termômetros registram 1 grau nas noites mais frias, temperatura ideal para o visitante curtir um clima de montanha, tomando vinho e comendo fondue. Conhecida como a Suíça mineira, a região concentra renomados chefs internacionais que servem delícias gourmets inspiradas na culinária mineira.

No sítio Quebelo, os turistas participam de oficinas de artesanato, esculturas ou leitura. No município de Gonçalves, famoso por suas iguarias culinárias, a empresa Senhora das Especiarias produz geleias e antepastos. No Recanto do Ipê, o turista pode tomar um café colonial com 28 itens na casa dos proprietários da fazenda, com direito a boas conversas, quitutes e quitandas disponíveis para venda.

Serras Rurais integra um conjunto de 23 roteiros elaborados ou reformulados pelo projeto Talentos do Brasil Rural, que inclui a agricultura familiar entre as principais atrações. O trabalho é resultado de uma parceria entre o Sebrae e os ministérios do Turismo e do Desenvolvimento Agrário.

Os roteiros, escolhidos por meio de chamada pública, foram mapeados, apresentados ao mercado turístico, receberam consultoria especializada e apoio à comercialização. Um dos requisitos para a escolha foi a proximidade das cidades-sede, de modo que não fiquem a mais de três horas das capitais dos jogos, considerando meio terrestre ou aquaviário.

Os programas turísticos são compostos por empreendimentos da agricultura familiar, que valorizam a identidade cultural da região, promovem a geração de emprego e renda e agregam valor à produção de grupos locais. Cerca de 400 empreendimentos em 54 municípios fazem parte do projeto.

Serviço

Rota da Cachaça
Indicada para pessoas interessadas em conhecer o processo de produção da cachaça desde a plantação da cana-de-açúcar. Dá ao visitante a possibilidade de experimentar e levar para casa diferentes marcas de destilados de várias cidades da região, além de produtos feitos a partir da cachaça. O passeio tem duração de um ou três dias, a depender do interesse do cliente.

Recantos Rurais – Monte Verde Rural
Monte Verde já é um destino conhecido, mas ofertado com novas experiências rurais, como passeio a cavalo, visitas a entrepostos de produção e gastronomia rural pode ficar ainda melhor. Ver o cultivo de frutas vermelhas, de ervas ou de trutas, provar da hospitalidade mineira em um almoço caseiro ou conhecer os encantos da Fazenda Esperança estão entre os atrativos desse roteiro. É possível também passar por uma reserva de samambaiaçu, uma planta ameaçada de extinção, e conhecer um moinho de pedra. Isso tudo sem deixar de visitar os encantos da vila de Monte Verde, num agradável passeio de dois dias, indicado para casais, famílias ou grupos de até 15 pessoas.

Rota Fernão Dias – Na Trilha Bandeirante
Em dois dias de passeio o visitante interessado em vivenciar a ruralidade e o modo de vida do interior de Minas Gerais terá a oportunidade de adentrar por sítios e fazendas começando por Extrema, cidade que separa os estados Minas e São Paulo. No Recanto do Ipê será possível tomar um “Café Mineiro, Uai”, antes de conhecer cachoeiras da região. Mas o turista também pode ver a produção de morangos orgânicos, conhecer um alambique e comer um leitão à pururuca.

Minas Gourmet nas Serras Rurais
Ofertado ao público interessado em conhecer experts gourmets locais, produção orgânica e agricultores familiares, com a possibilidade de experimentar tradicionais receitas rurais, bem como pratos mais elaborados. Envolve experiências como um passeio de “trenzinho” puxado por trator, o conhecimento da criação de trutas, uma cavalgada e a participação em uma oficina de geleias, além de contato com a natureza. No Bar Libertas será possível conhecer o Thiana, um agricultor e chef de cozinha com muita história para contar. Pode ser ofertado em 1 ou 3 dias, com a possibilidade de hospedagem em pousadas de charme em Extrema, Cambuí ou Gonçalves.

Acesso: 160 km de São Paulo (Aeroporto de Guarulhos)

Saindo de São Paulo, o acesso é feito pela Rodovia Fernão Dias (BR 381), sentido Belo Horizonte. Os municípios de Extrema, Camanducaia e Cambuí ficam ao longo da rodovia e os demais pontos do roteiro também podem ser alcançados a partir dela. Se o destino for Gonçalves, há a opção de acesso asfaltado pela Rodovia Carvalho Pinto no sentido Campos do Jordão, passando por Santo Antônio do Pinhal até Gonçalves.

Para circular pelo roteiro recomenda-se dispor de um veículo de passeio ou contratar um serviço de turismo receptivo, sendo necessária a reserva antecipada.

Municípios incluídos
Camanducaia (inclusive Monte Verde), Cambuí, Extrema, Gonçalves, Córrego do Bom Jesus, Itapeva, Bom Repouso, Pouso Alegre e Senador Amaral

Comercialização
Os roteiros são comercializados pelo receptivo local em duas opções:

1) com guia local, partindo de Cambuí
2) sem guia local, em veículo próprio, a partir de voucher de viagem emitido pelo receptivo local, que oferece o suporte necessário.

Cambuí Adventure: (35) 3431-1230
isiscambui@hotmail.com
www.cambuiadventure.com.br

Experiências recomendadas: Cesta de café da manhã. O roteiro preparou uma cesta de café da manhã com 12 produtos da região para os turistas levarem para casa.

1. Geleias, Chutney´s e Antepastos de “A Senhora das Especiarias” de Gonçalves
2. Cachaças e Licores do Alambique JJ de Extrema
3. Cervejas da Cervejaria Fritz de Camanducaia/Monte Verde
4. Doces Serra Verde de Cambuí
5. Doces Portão de Cambuí
6. Cachaças e Cachaças Aromatizadas Empyreo Destilaria de Extrema
7. Doces de Frutas Vermelhas e Leite Fazenda Grande de Pouso Alegre
8. Queijos especiais Laticínio Morada do Sol de Senador Amaral
9. Geleias do Recanto do Ipê de Extrema
10. Cachaça Capela de Cambuí
11. Balas de Gengibre do Sítio Quebello de Itapeva
12. Antepastos de Umbigo de Banana de Virgínia Coelho

Fonte: Ministério do Turismo