Cidades patrimônio no roteiro

Embratur promove, na próxima semana, uma press trip com jornalistas da Argentina, do Chile e do Peru para divulgar três cidades tombadas pela Unesco.

Com foco no segmento de cultura, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) irá promover a press trip “Cidades Patrimônio” em Brasília (DF), na Cidade de Goiás (GO) e no Rio de Janeiro (RJ), entre os dias 29 de setembro e 5 de outubro, com jornalistas da Argentina, do Chile e do Peru. Para a Embratur, os três mercados são considerados de alta prioridade na promoção do Brasil como destino turístico.

De acordo com o diretor de Marketing do Instituto, Sérgio Flores, a ação fortalece a imagem do Brasil como destino turístico. “O Projeto de Promoção Turística das Cidades Patrimônio Cultural, lançado pela Embratur em 2013, estimula a mídia internacional a gerar coberturas relevantes, com matérias espontâneas e positivas sobre o País. Com grande credibilidade junto ao público final, a geração de conteúdo em espaços editoriais da mídia é considerada uma forma eficaz de promoção”, destacou o diretor.

Além de três jornalistas, o grupo da press trip será integrado por um fotógrafo e um acompanhante. Com visitas a atrativos que integram patrimônios histórico, cultural e natural, a ação será iniciada em Brasília, seguirá para Cidade de Goiás e, por fim, para o Rio de Janeiro.

Entre os locais a serem visitados na capital federal, estão a Praça dos Três Poderes e a Esplanada dos Ministérios, além da Igrejinha da 308 Sul, do Santuário Dom Bosco, do Memorial JK e da Torre de TV. Na Cidade de Goiás, estão incluídos o Centro Histórico, o Museu Casa de Cora Coralina, o Museu das Bandeiras, o Palácio Conde dos Arcos, o Mercado Municipal e as Igrejas de Santa Bárbara, São Francisco e Nossa Senhora do Rosário, entre outros.

Já no Rio de Janeiro, a press trip envolve city tour pelo centro da cidade, bairro de Santa Tereza e pelo Museu de Arte do Rio (MAR). Entre representantes do patrimônio natural, estão as visitas ao Cristo Redentor e ao Morro do Corcovado, além dos passeios ao Forte de Copacabana e às orlas de Copacabana e de Ipanema.

Reconhecimento

Além do Plano Piloto de Brasília, do Centro Histórico da Cidade de Goiás e da cidade do Rio de Janeiro, o Brasil possui outros diferentes sítios reconhecidos pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) como Patrimônio Cultural da Humanidade, como o Centro Histórico de Olinda (PE); o Centro Histórico de São Luís (MA); os Centros Históricos de Diamantina e de Ouro Preto (MG); o Santuário de Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas (MG); o Centro Histórico de Salvador (BA); o Parque Nacional da Serra da Capivara em São Raimundo Nonato (PI); as Ruínas Jesuítico-Guaranis de São Miguel das Missões (RS), e a Praça de São Francisco na cidade de São Cristóvão (SE).

Fonte: Embratur

Programa de capacitação em turismo é lançado em Búzios

Lidera Rio Turismo vai investir na formação de gestores e empresários por meio de seminários e consultorias técnicas.

O ministro do Turismo, Vinicius Lages, participou do lançamento do Programa Lidera Rio Turismo, na sexta-feira (19). O programa é uma parceria entre o Sebrae/RJ, o Sebrae Nacional e o Ministério do Turismo – e tem por objetivo investir em seminários e consultorias técnicas para capacitar gestores públicos e empresários do setor, especialmente as micro e pequenas empresas da região.

De acordo com o ministro Vinicius Lages, um pequeno negócio, sozinho, não tem forças para atrair novos parceiros ou dialogar com o setor público. No entanto, iniciativas como a do Lidera conectam as diversas esferas, da federal à municipal. “O Rio de Janeiro representa a síntese de brasilidade. Espero que a partir desse piloto possamos expandir essa ideia também para outros projetos”.

Segundo o Secretário Estadual de Turismo, Cláudio Magnavita, o programa Lidera Rio está alinhado com a tendência de dar ao município a autonomia e a responsabilidade para gerir seus próprios negócios.

O diretor Superintendente do Sebrae/RJ, César Vasques, acredita que o programa promoverá uma reflexão sobre os destinos turísticos, com o aprofundamento de temas como sustentabilidade, inovação e gestão, além da integração dos municípios Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio, na região dos Lagos.

Já o prefeito de Cabo Frio, Altair Correia, acredita que as cidades devem se integrar para se desenvolver, e explica que através dessa iniciativa os gestores poderão identificar as potencialidades turísticas, e criar um plano de ação focado no desenvolvimento econômico e de oportunidades ligadas ao turismo. A cerimônia de lançamento aconteceu no Hotel Atlântico Búzios.

Fonte: Ministério do Turismo

Pousada Corsário oferece promoções em Búzios e Paraty até novembro

Até o final do mês de novembro, as unidades Búzios e Paraty da Pousada Corsário oferecem três promoções diferentes para os hóspedes interessados em passar dias inesquecíveis em uma cidade paradisíaca. As promoções são as seguintes: Promoção 1 – Reserve sete dias e pague apenas cinco diárias; Promoção 2 – Reserve cinco dias e pague quatro diárias; e Promoção 3 – Reserve duas diárias e ganhe 25% de desconto.

Administrada pelo Grupo Samadhi Hotels, a Pousada Corsário foi inaugurada em 1988, na cidade histórica de Paraty. Depois foi a vez da Vila de Santo André, no sul da Bahia e do balneário de Búzios. Em suas instalações a pousada oferece conforto, qualidade, requinte, charme e beleza em suas instalações, além de excelência no atendimento e um delicioso café da manhã.

Recentemente, as unidades de Búzios e Paraty passaram por um processo de revitalização e receberam camas boxes Ônix, móveis de Bali, toalhas Coteminas, roupas de cama da Altenburg, objetos de decoração, como quadros com reprodução de gravuras de Debret, revestimentos, pintura, novos frigobares, entre outras modificações.

Nos banheiros os hóspedes encontram agora amenities da Ecco Cosmetics, que são feitos de forma sustentável e suas embalagens são biodegradáveis, uma preocupação constante da administração da pousada com o meio ambiente.

A piscina de Paraty recebeu pastilhas Atlas e pedras Solarium, que mantêm a temperatura ambiente e não aquecem com o calor do sol, além de novas espreguiçadeiras e móveis Tidelli. Os quartos agora contam também com TVs de LCD 32’. A unidade de Búzios recebeu novos estofados e cabeceiras das camas da Soho Designer. O Grupo Samadhi Hotels investiu dois milhões de reais, que equivalente a 10% do valor das três unidades da Corsário, no projeto de revitalização das três unidades.

Em Paraty, a pousada fica estrategicamente localizada entre o verde da Mata Atlântica e o azul do mar, reúne requinte colonial, beleza e qualidade em um aconchegante jardim tropical, para os hóspedes desfrutarem da fantástica sensação de viver numa cidade histórica.

As acomodações possuem toda infra-estrutura quem quer aproveitar ao máximo sua estadia. São 39 quartos tipo chalés, equipados com TV a cabo, frigobar, ar condicionado, telefone e cofre.

Já a unidade de Búzios está localizada na famosa Praia dos Ossos, a pousada se destaca por sua belíssima arquitetura, harmonizada com decoração sofisticada e aconchegante. Entre os seus diferenciais estão a proximidade com a famosa Rua das Pedras – são menos de 20 minutos de caminha pela Orla Bardot, e com as praias Azeda e Azedinha.

São 34 suítes decoradas e divididas em quatro categorias: Vip, Super Luxo, Luxo, Superior e Standard, todas equipadas com ar condicionado, cofre digital incluído na diária, ponto de Internet (somente Luxo, Super Luxo e VIP), TV a cabo, telefone e frigobar. As suítes VIPs possuem vista para o mar, hidromassagem e terraço com jardim privativo. Os quartos Super Luxo também possuem vista para o mar e Hidro. Os quartos Standard possuem vista para o jardim interno da pousada.

Sua área de lazer oferece sauna a vapor, duas piscinas – uma térmica e coberta e outra convencional, salão de jogos – mesa de carteado, totó e sinuca, sala de TV LCD 42 polegadas e sala de massagem (o serviço é contratado à parte), além de dois pátios de estacionamento.

Búzios: Rua Agripino de Souza, 50 – Praia dos Ossos
Tel.: (22) 2623-6403
E-mail para reservas: reservas@pousadacorsariobuzios.com.br

Paraty: Rua João do Prado, 26 – Bairro da Chácara
Tel: (24) 3371-1866
E-mail para reservas: corsariopty@pousadacorsario.com.br

Copa do Mundo registrou 93,8% de ocupação no Rio

Durante o mês da Copa do Mundo, a cidade do Rio de Janeiro registrou 93,8% de média de ocupação, chegando a 97.66% na final, realizada no Maracanã. Na análise por categoria, os empreendimentos de categoria 5 estrelas foram os mais demandados. Neles, a ocupação geral ficou em torno de 98,15%, chegando a 99,75% na final. Já nos 3 e 4 estrelas, a média geral ficou em 93,22%, com ápice de 97,42% na final.

Os bairros com maior ocupação foram Ipanema e Leblon (94,76%), Copacabana e Leme (93,37%) e Barra e São Conrado (91, 06%). Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ), Alfredo Lopes, apesar dos americanos responderem pela aquisição de maior número de ingressos para o mundial, os sul-americanos marcaram fortemente a presença também nos hotéis cariocas.

Fonte: Panrotas

Nova tendência em hostels cariocas promete se espalhar pelo Brasil em 2014

Pulseiras de identificação para turistas permitem que os “perdidos” possam ser encaminhados de volta para seus albergues.

Pelo menos seis milhões de turistas estrangeiros passaram pelo Brasil em 2013 e, segundo o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), esse número será ainda maior em 2014. Com a realização da Copa do Mundo, acredita-se que o país vá alcançar a marca dos sete milhões de visitantes. E para evitar que alguns deles fiquem perdidos pela cidade, uma nova ferramenta está sendo lançada por alguns descolados hostels cariocas – também conhecidos como albergues: o uso de pulseirinhas de identificação (Passe VIP).

A identificação, na realidade, é do hostel que o turista se hospeda. A intenção é evitar que ele perca o já tradicional cartão com a informação. “Em eventos como o Carnaval, por exemplo, é normal que os visitantes se empolguem e bebam um pouco além da conta. Isso, somado à barreira da língua e sinalização consideravelmente deficiente da cidade, dificulta a volta pro albergue. Agora, ele pode simplesmente mostrar sua pulseirinha para o taxista para chegar ao endereço certo”, explica Antonio Bindi, sócio da Passe VIP, empresa responsável pela novidade. Como não poderia deixar de ser, a boa e velha “pulseirinha” se alia a tecnologia. “Elas possuem um QR Code – código de barras em 2D – que, ao ser lido por um smartphone ou tablet, direciona para um mapa com a localização e os dados do hostel. Dessa forma, o turista pode buscar informações para transporte público e até mesmo evitar ser ludibriado por algum taxista mal intencionado”, completa.

“Agora nossos hóspedes se sentem muito mais seguros para desfrutar das belezas da cidade”, comenta Beth Agra, sócia do Contemporâneo Hostel, que fica em Botafogo. Ela conta que é muito comum que taxistas levem turistas inebriados ou perdidos para o albergue. “Já tivemos casos de pessoas que perderam o cartão do hostel e, além de não lembrar como voltar, não tinham o nosso endereço. Com a pulseira esse risco diminuiu muito. Ficou muito mais fácil e seguro”, explica.

Isabela Bragança, sócia da Casa Beludi, no Cosme Velho, também aderiu à novidade. Segundo ela, muitos hóspedes perdiam o endereço do hostel, principalmente ao ir à praia. “Como as pulseiras são resistentes à água, não temos mais esse problema”, conta. Segundo ela, o acessório é permanentemente disponibilizado na recepção do hostel para os visitantes e o número de casos do tipo caiu drasticamente. “Se podemos facilitar a vida dos turistas, porque não fazê-lo? O investimento é muito baixo e vale a pena”, diz.

O sucesso é tanto que a Hostelling International Brasil, organização certificadora de qualidade para o setor, fechou uma parceria com a PasseVIP para fornecimento gratuito em troca de publicidade nas pulseiras. Segundo Luis Geraldo, dono do Copa Hostel e porta-voz do HIB, a tendência é que albergues de todo o país comecem a aderir à nova – e simples – novidade. “O investimento é mínimo se comparado aos benefícios, e os anunciantes ainda têm a possibilidade de oferecer descontos exclusivos para os portadores das pulseiras. Todos saem ganhando: o hostel, o hóspede e o anunciante”, diz.

Sempre de olho em novidades do cenário carioca, o Restauranteur Richard Laver, dono do japonês Ki, já apostou na nova oportunidade de mídia para divulgar o seu restaurante, na Lagoa. Ele fechou uma parceria com a PasseVIP, que distribuiu as pulseiras com a sua marca entre uma seleção de hostels associados. Além de trazer nome e endereço do restaurante, a pulseira ainda oferece 10% de desconto para quem a estiver portando. “Muitos turistas pedem sugestões de onde comer, seja na recepção do hotel, seja para um taxista. Com um anúncio e um desconto ao alcance das mãos, aumentam as nossas chances de sermos escolhidos” diz .

“É uma nova mídia de divulgação que demonstra bastante criatividade, e abre um leque de oportunidades para quem tem afinidade com o público de turismo. O investimento é incrivelmente baixo para o anunciante, e o empresário de hotelaria recebe esta ferramenta para oferecer bem-estar, segurança e vantagens em descontos para seus hóspedes. Trata-se de uma situação onde há ganhos para todos os lados” explica Laver.

De acordo com Antônio Bindi, a procura pela novidade cresceu muito desde o lançamento, no final de 2013. “A PasseVIP tem recebido muitos cadastros de hostels e hotéis interessados em fazer parte da rede, além de anunciantes especializados no setor”, finaliza.

Obrigatoriedade
Vale lembrar que o uso de pulseiras de identificação é obrigatório em Aparecida do Norte, em São Paulo. A lei é de 1998, mas foi regulamentada apenas em dezembro de 2012. A intenção da medida é a mesma dos hostels cariocas: permitir que os turistas perdidos possam ser identificados e encaminhados para os pontos de hospedagem caso se percam. A cidade é o principal roteiro turístico católico do país e recebe cerca de 10 milhões de visitantes ao ano.

A PasseVIP
A empresa, localizada no Rio de Janeiro, foi fundada em 2003. Inicialmente era dedicada à venda de brindes luminosos para eventos e, posteriormente, passou a se dedicar ao mercado de pulseiras de identificação – com ou sem personalização –, além da confecção de ingressos, impressos em geral e credenciais para eventos.

Desde a sua fundação, a PasseVIP tem se dedicado a oferecer os produtos de melhor qualidade do mercado, os serviços mais ágeis e com os custos mais adequados aos seus clientes. Com trabalhos realizados em mais de duas mil cidades brasileiras e países como Angola, Chile, Paraguai, Portugal e Cabo Verde, sempre se preocupou em atender às necessidades específicas de cada tipo de cliente, incorporando novos produtos, mais opções, alterando processos e instalando novas tecnologias sempre que necessário.

Turista de Búzios pode se locomover de aquataxi

Um dos destinos mais visitados por estrangeiros no Brasil, Búzios destaca-se por oferecer um transporte aquático diferente ao turista que deseja conhecer as praias da península.

Armação dos Búzios ou Búzios, como é conhecida a península fluminense, oferece ao turista uma opção inusitada para conhecer suas 23 praias: o serviço de táxi marítimo. São pequenas embarcações que partem da praia do Canto e vão para as praias vizinhas, como a dos Ossos, a Azeda, a Azedinha, a de João Fernandes e a Tartaruga. Para ir de uma praia a outra os preços variam entre R$ 5 e R$ 10. A experiência permite ao passageiro contemplar as belezas da península de  outro ângulo.

Búzios é o quinto destino mais visitado por estrangeiros no Brasil a lazer, segundo a pesquisa de Demanda Turística Internacional do Ministério do Turismo. Cerca de 8% dos turistas estrangeiros que vêm ao Brasil passam por lá. No município é comum ouvir pelas ruas e praias o castelhano, língua falada pelos turistas mais frequentes, argentinos (67%), chilenos (17%) e uruguaios (5%).

Búzios era uma vila de pescadores que ganhou projeção após ser visitado pela atriz Brigitte Bardot nos anos 60. A artista ganhou até uma estátua e o nome da Orla principal, a Orla Bardot. O balneário, a 170 km da capital do Rio de Janeiro, têm a água transparente e um azul cristalino, com praias curtas, de faixa de areia estreita ou mais extensas, como Geribá e Tucuns, onde é possível praticar surf, stand up paddle, vela e kitesurf. De um lado da península as águas são mais frias por conta corrente marítima que vem do Pólo Sul e do outro lado as águas são mais quentes.

O reduto ecológico também é indicado para a prática de mergulho, com destaque para as praias de João Fernandes, João Fernandinho, do Forno, Azeda e Azedinha. Toda a costa de Búzios é rica em vida marinha,  por conta das correntes oceânicas geladas vindas da Antártica e que trazem ricos nutrientes. Atrás deles chegam peixes grandes como a garoupa, o mero e a arraia gigante. Frades, anchovas, barracudas e até tartarugas verdes também podem ser avistadas, além de muitos corais.

Para passear ou experimentar a culinária local, os turistas podem visitar a Rua das Pedras, onde se concentram os restaurantes, os bares e as lojas. Para apreciar o pôr do sol indica-se o Cais do Porto, que também dispõem de restaurantes e galerias.

Fonte: Ministério do Turismo

Centro do Rio desponta como opção para congressos

Segundo o Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB), o centro da capital fluminense é a segunda região que mais concentra eventos na cidade, perdendo apenas para a Barra da Tijuca. Dos 160 eventos realizados na cidade, em 2013, 36 aconteceram na área, gerando 35 milhões de dólares de receita estimada e público de 30 mil participantes, aproximadamente.

Juntos, os espaços de convenções da região somam capacidade para até 20 mil pessoas. Se destaca, entre eles, o Pier Mauá, o único que pode receber eventos de grande porte, para até 10 mil pessoas. Entre os espaços voltados para iniciativas de médio porte estão o Sul América (até seis mil pessoas), o Lapa 40º (até duas mil pessoas) e o Rio Scenarium (até 880 pessoas), sendo os dois últimos com perfil focado na programação social de congressos e feiras.

Já entre os gargalos, a Zona Sul é a região que mais carece de espaço. De acordo com o presidente da entidade, Alfredo Lopes, em 2013, dos 160 eventos que a cidade recebeu, 70 ocorreram na região.

“Estamos perdendo eventos de grande porte devido à falta de espaço. Hoje, 68% dos hotéis estão na Zona Sul, enquanto o Riocentro fica na Barra da Tijuca. O deslocamento de um lugar para o outro pode levar uma hora e meia”, conta Alfredo Lopes, sugerindo a prefeitura do Rio estudar a viabilidade de locais como os fortes do Leme e do Posto Seis, Marina da Glória e o Centro de Convenções do Hotel Nacional, que pode ser revitalizado independente do hotel.

Fonte: Panrotas

Bondinho já vendeu 2,5 mil ingressos on-line em 16 dias

Foto: Reprodução / Bondinho.com.br

Foto: Reprodução / Bondinho.com.br

Aberta desde o dia 16 de dezembro, as vendas on-line (www.bondinho.com.br) para o Bondinho Pão de Açúcar registraram até ontem a comercialização de 2,5 mil tíquetes. Além da venda on-line, que foi criada como uma alternativa para a compra de bilhetes, a Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar ampliou a bilheteria de seis para dez guichês.

A compra pelo site do Bondinho possibilita que o visitante agende o dia de sua visita. Não é possível fazer a compra de tíquetes para o mesmo dia. Caso não tenha como imprimir o bilhete em casa, o cliente poderá fazê-lo gratuitamente em totens de autoatendimento na entrada do ponto turístico. Haverá ainda uma fila especial para aqueles que efetuarem a compra pela internet e já portarem o tíquete de acesso.

Outras melhorias estão previstas até o final do verão, como a troca de pisos, iluminação e instalação de ar condicionado nas estações de embarque; novos banheiros; nova sinalização, incluindo placas informando o tempo de espera na fila e reforço na equipe de atendimento ao público.

“O objetivo dessas melhorias é proporcionar mais conforto, agilidade e segurança aos turistas e cariocas que visitarem o parque, tornando o passeio ainda mais agradável”, explica a diretora geral da Companhia, Maria Ercilia Leite de Castro.

Copa do Mundo
Ainda no primeiro semestre de 2014, a Companhia deve iniciar o serviço de fast pass, comum em outros pontos turísticos do mundo, como Torre Eiffel e Empire State Building. Com o fast pass, o visitante terá acesso mais rápido ao embarque no Bondinho e espera em sala vip, pagando um valor mais elevado pelo bilhete (preço a ser definido).

Já para a Copa do Mundo, a Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar informou que as vendas de ingressos durante o período do torneio começará a ser comercializada ainda este mês.

Fonte: Panrotas