Embratur defende esporte como plataforma de promoção

O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) participou da abertura da exposição “Brasil um país um mundo”, que aconteceu dia 10, no Rio de Janeiro (RJ). A iniciativa faz parte da programação oficial da Copa do Mundo e já passou pelas outras 11 cidades-sede do Mundial. A exposição retrata a história do futebol desde os anos 1930 até os dias atuais. Com itens raros e camisas históricas de várias seleções brasileiras, a exposição está em cartaz até julho e tem entrada gratuita. O evento também conta com uma seção para os clubes brasileiros, mesas de pebolim e televisões com histórias e curiosidades do futebol.

Ao lado do capitão da seleção pentacampeã do mundo de 2002, o ex-jogador Cafu, o presidente ressaltou a importância da realização da exposição. “Utilizar o esporte como plataforma de divulgação do nosso País têm mostrado desde já resultados bastante positivos”. Além disso, ele falou sobre a transformação de vidas por meio das práticas esportivas com o objetivo de acolher mais brasileiros em programas sociais. Vicente Neto ressaltou ainda que a exposição itinerária despertou o orgulho dos brasileiros em relação à sua pátria e demonstrou ao mundo como é forte e importante  a história do esporte para os brasileiros.

“O turismo do Brasil irá alcançar patamares diferenciados depois da realização dos grandes eventos esportivos, que começaram em 2007 com os Jogos Militares Mundiais, passando pela Copa das Confederações, Copa do Mundo, além dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, que terá seis cidades como sede. “E não para por ai. Ainda teremos o Universíades em 2019, em Brasília, que é o terceiro maior encontro esportivo do mundo, afirma o presidente.

Serviço:

Datas de visitação da exposição: de 11 de junho a 14 de julho
Horário: de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos das 14h às 20h
Local: Shopping Nova América
Endereço: Av. Pastor Martin Luther King Jr, 126 — Del Castilho – Rio de Janeiro (RJ)
Entrada: gratuita

Fonte: Embratur

Embratur desenvolve estratégias para o pós-Copa

Desenvolver estratégias de promoção e de divulgação do Brasil pós-Copa do Mundo é o novo  desafio da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) para os próximos anos. De acordo com o presidente da Embratur, Vicente Neto, o esporte é uma das mais importantes plataformas para incrementar a vinda de turistas estrangeiros ao Brasil.

“Em apenas uma década, o Brasil está recebendo os principais eventos esportivos mundiais. Além da Copa das Confederações do ano passado e da Copa do Mundo que começa em poucos dias, teremos os Jogos Olímpicos de 2016 e o Universíades de 2019, que Brasília captou com a ajuda da Embratur. Esses eventos, com certeza, impulsionarão a vinda de milhares de turistas de todo o mundo”, declarou Vicente Neto durante audiência pública na Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, na tarde desta terça-feira.

Já para o segundo semestre deste ano, o Instituto se prepara para participar de diversas feiras internacionais de turismo na América do Sul, Estados Unidos, Europa e Ásia. Outra missão para o período pós-Copa, de acordo com o presidente, é rediscutir o papel da Embratur na promoção e divulgação do turismo brasileiro.

“Estamos, junto com o Ministério do Turismo, estudando qual deve ser o papel da Embratur, dez anos depois da criação do próprio ministério. Queremos entregar à presidenta Dilma Rousseff uma proposta de uma nova Embratur”, afirmou.

Questionado pela deputada Alice Portugal (PCdoB/BA) sobre a incorporação do tema da cultura à promoção turística, o presidente citou o edital das Festas Juninas que possibilitou a divulgação desse festejo popular no exterior. “Estamos promovendo e divulgando a maior festa do Brasil, já que o conjunto de festas juninas no Nordeste e no Norte do país, com o Festival de Parintins, é maior do que o Carnaval”, ressaltou. Além disso, Vicente Neto lembrou que a Embratur leva grupos culturais de todos os lugares do país para os eventos que participa em todo o mundo.

A mais nova campanha promocional da Embratur, lançada recentemente, traz o vídeo Dance onde são mostrados diversos ritmos de dança praticados no Brasil, comprovando que o Brasil vai muito além de samba, futebol e praia.

Fonte: Embratur

Pesquisa revela os destinos preferidos dos namorados

Fonte: www.infohoje.com.br

Brasileiros pretendem fazer ao menos uma viagem romântica este ano, de acordo com levantamento. Hotéis gaúchos e cariocas lideram a preferência dos casais.

O dia dos Namorados é uma data em que muitos dos casais preferem comemorar viajando. O site de viagens TripAdvisor, em pesquisa recente sobre o perfil de viajantes apaixonados, averiguou que 82% dos brasileiros têm interesse em se aventurar por destinos turísticos do país; seja antes, durante ou depois de 12 de junho.

A data movimenta o turismo interno, levando ao aumento da procura por hotéis, pousadas e demais estabelecimentos ligados ao turismo. Este ano, a data coincide com o início da Copa do Mundo, período em que o país deve receber 600 mil estrangeiros e 3,1 milhões de brasileiros, de acordo com dados do Ministério do Turismo.

O estudo mapeou a preferência do turista por praia ou montanha, as cidades mais badaladas, listou os hotéis premiados e os atrativos que conquistam o cliente e fazem diferença no meio de hospedagem. O litoral brasileiro lidera o ranking de destinos favoritos de casais, com 35% de preferência. Já as viagens românticas pelas montanhas, no interior do país, estão nos planos de 23% dos internautas que participaram da pesquisa.

Cinco hotéis da cidade de Gramado (RS), conhecida por seu clima frio e ambiente aconchegante, constam na lista dos melhores avaliados. Outros quatro do litoral carioca, em Búzios (RJ), também aparecem entre os preferidos dos internautas. No total, 25 hotéis mereceram colocação entre os mais românticos no Brasil segundo o prêmio que elegeu os melhores hotéis do mundo, o Travelers’ Choice 2014.

Na escolha da hospedagem, os turistas afirmam valorizar a vista agradável da janela e extras como banheira e decoração especial do quarto.

A visibilidade recente do país não atrai apenas os visitantes estrangeiros, atraídos especialmente pela Copa do Mundo e pelas belezas naturais. Os brasileiros também estão preferindo viajar por aqui. Estima-se de 69,6% dos brasileiros que pretendem fazer alguma viagem nos próximos seis meses, período que inclui a Copa do Mundo, devem optar por cidades brasileiras, diz pesquisa do Ministério do Turismo.

A importância do café da manhã

Em pesquisa recente o portal de serviços turísticos Hoteis.com mostrou que um bom café da manhã é a cortesia mais valorizada pelos viajantes. A pesquisa online foi feita com mil turistas de diversas nacionalidades. O resultado é uma boa notícia para a hotelaria brasileira. Por aqui, o café da manhã costuma ser farto e variado, além de boa parte das vezes estar incluído na diária do meio de hospedagem. De acordo com o ministro do Turismo, Vinicius Lages, o café da manhã é o item de hospitalidade que mais aproxima o turista do meio que o hospeda.

Fonte: Ministério do Turismo

Ecoturismo está na mira dos turistas da Copa

Às vésperas do início da Copa do Mundo, com a chegada de 600 mil estrangeiros e 3,1 milhões de brasileiros, o país vem buscando formas de mostrar seus atrativos turísticos, entre eles, as inúmeras belezas naturais.

As praias brasileiras, os parques ecológicos, as cachoeiras e toda a natureza exótica vão constar entre os atrativos que os turistas devem visitar no país, além das cidades-sede. De acordo com estudo da Copa das Confederações, os estrangeiros visitaram pelo menos três municípios além das sedes dos jogos durante o torneio.

O Brasil é apontado pelo Fórum Econômico Mundial como o primeiro entre 140 países em recursos naturais. O ecoturismo, segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT), é o segmento que mais cresce no mundo (20% ao ano), enquanto o turismo convencional apresenta taxas menores (7,5% ao ano). A OMT estima ainda que pelo menos 10% dos turistas em todo o mundo sejam adeptos do turismo ecológico.

O Brasil é o país com maior biodiversidade do mundo, com 20% das espécies da terra, 800 mil quilômetros quadrados de áreas protegidas, 69 parques nacionais e duas das sete maravilhas do mundo: As cataratas do Iguaçu e a Floresta Amazônica. Além disso o país abriga 230 etnias indígenas que falam 182 línguas diferentes.

Um levantamento feito pelo Ministério do Turismo mostra que 46,8% de visitantes internacionais que vêm ao Brasil buscam lazer, especialmente com sol e praia, além de atividades de ecoturismo. “O potencial turístico brasileiro está voltado para as belezas naturais do país – e dentro do Plano Nacional do Turismo (PNT), do Ministério do Turismo, estão traçadas estratégias para fomentar cada vez mais este segmento”, diz o ministro Vinicius Lages, lembrando da diversidade brasileira e da data de hoje, 5 de Junho, Dia Mundial do Meio Ambiente.

Recentemente, os ministérios do Meio Ambiente, do Esporte, do Turismo, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, do Desenvolvimento Agrário, além de organizações como o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), anunciaram ações conjuntas nas cidades-sedes da Copa, que estão alinhadas à agenda ambiental.

Em relação aos resíduos sólidos haverá coleta seletiva no entorno das arenas e nas festas oficiais feitas por catadores contratados e o material será encaminhado às cooperativas de reciclagem. Todos os estádios construídos seguiram modelos de gestão sustentável com vistas a receberem certificação internacional e pelo menos dez cidades das doze sedes receberão quiosques para o comércio de produtos orgânicos e da agricultura familiar, com produtores de vários biomas do país.

O Ministério do Meio Ambiente também lançou em abril deste ano, a Iniciativa Baixo Carbono na Copa, que conta com uma chamada pública às empresas brasileiras para doarem créditos de carbono para a compensação das emissões geradas pela realização do Mundial. As companhias receberão um Selo Baixo Carbono fornecido pelo MMA. Por último, com o slogan “Eu Cuido do Meu Destino”, a campanha Passaporte Verde, do Ministério do Turismo, aproveita a Copa do Mundo para iniciar um trabalho voltado para que consumidores e empresários optem por práticas mais sustentáveis.

Fonte: Ministério do Turismo

Pesquisa identifica três perfis de viajantes. Qual o seu?

Uma pesquisa sobre o perfil do viajante atual rendeu um dos painéis mais interessantes do Fórum Alatur.

Pelo perfil, há três tipos de viajantes: o hedonista (“eu sou”), o viciado (“eu posso”) e o neófito (“eu consigo”). O hedonista é fiel a seu agente de viagens, de longa data, viaja sem preocupações com despesas, por isso planeja pouco, e conhece muitos dos destinos mundiais. Uma tendência é que acompanha esportes e campeonatos internacionais, principalmente de surfe, tênis e trekking.

Já o viciado, não vive sem Disney ou Nova York, adora compras nos Estados Unidos e planeja bem sua próxima viagem. O neófito viaja há cerca de quatro anos e isso é uma conquista pessoal. Planeja a viagem com pelo menos um ano de antecedência.

E qual a viagem dos sonhos para cada perfil Para o hedonista, uma volta ao mundo sem pressa, com hotelaria exclusiva, cinco e seis estrelas. Para o viciado, é a próxima viagem. Apontam destinos como Suíça, Croácia, Rússia, Índia, Nepal, Taiti, Japão, Cazaquistão, Nova Zelândia, Jamaica, Escócia, Turquia e Grécia. Os neófitos dizem que ela já foi realizada e que gostam de experiências nunca antes imaginadas, como conhecer grandes aeroportos.

Mas os neófitos têm medo de se perder em países com cultura e língua muito diferentes. Já os viciados, costumam aliar trabalho e lazer na viagem, assim podem conhecer destinos que não seriam prioridade. E os hedonistas, conhecem praticamente todas as capitais e destinos de interesse no Brasil e no Exterior.

Depois da viagem, os hedonistas trazem novas reflexões sobre a vida, ampliam horizontes e renovam suas energias. Os viciados valorizam o conhecimento de novas culturas e o tempo que gastaram com seu bem estar. Gostam de contar histórias e acham que as viagens abrem portas. O neófito volta mais feliz e chega a uma conclusão: viajar vicia.

A pesquisa encomendada pela Alatur JTB foi feita pela Ivani Rossi Conhecimento Aplicado e Negócios. Foram nove focus groups com nove participantes em cada um. Cada participante tinha que ter realizados pelo menos duas viagens para o Exterior nos últimos cinco anos. Os grupos aconteceram em fevereiro de 2014.

Fonte: Panrotas

Embratur aposta no intercâmbio estudantil para atrair mais turistas

Imagem: novotempo.com

Especialistas em educação conhecem mais sobre a cultura e a gastronomia do Brasil durante a NAFSA2014.

O Brasil esteve entre os destinos para intercâmbio estudantil que se apresentaram na última semana na Conferência Anual da NAFSA (National Association of Foreign Student Advisers), em San Diego, nos Estados Unidos.

Este ano, o encontro recebeu cerca de nove mil participantes de diversos países, incluindo as principais agências internacionais de cooperação educacional, especialistas internacionais em educação e representantes das melhores universidades do mundo.

O ponto alto do evento foi a realização da Vivência Brasileira. Os expositores brasileiros tiveram a oportunidade de apresentar o País como destino de estudos e intercâmbio, além de estabelecer e estreitar relacionamento entre os participantes da feira.

“É de fundamental importância a realização da Vivência Brasileira organizada pela Embratur, em parceria com a Associação de Assessorias de Instituições de Ensino Superior (FAUBAI). Aproveitamos essa visibilidade para utilizarmos o intercâmbio estudantil como mais uma opção para promover os destinos brasileiros”, destacou Delma Andrade, coordenadora-geral de Acompanhamentos e Estruturação de Produtos da Embratur.

Mais de 260 pessoas participaram da Vivência. O público foi composto por formadores de opinião, corpo técnico de universidades internacionais, professores, agentes de turismo educacional, reitores de universidades brasileiras e estrangeiras, presidentes de associações de educação internacional, organizações não governamentais relacionadas à promoção da educação internacional e agências internacionais de cooperação educacional.

Durante a atração, o grupo musical baiano Nós de Chita apresentou músicas relacionadas às Festas Juninas, que foram tema da exposição. Itens da gastronomia junina também foram servidos aos participantes da vivência.

O estande do Brasil, intitulado “Come and Study in Brazil”, contou com a participação de 17 instituições de educação superior (Instituto Insper, PUC-Rio, UFSJ, UFRN, UFRJ, UERJ, UNESP, UNICAMP, UNIVALI, SENAC, UFMT, UFTM, UFV, UFPR, UFRGS, UFMG, UnB) e três agências de turismo educacional (Brazilian Experience, Campus Brasil e Experimento) e uma escola de português para estrangeiros (Fast Forward).

“Assim como ocorre em outros eventos realizados pela Embratur, a Vivência Brasileira é o momento em que o estrangeiro conhece mais sobre a cultura e a gastronomia do País. O objetivo é propiciar o contato entre as instituições brasileiras e seus principais parceiros na NAFSA, e oferecer uma experiência da diversidade do Brasil”, afirmou a coordenadora.

Conferência Anual da NAFSA
A conferência, que ocorre anualmente, se configura como uma oportunidade para exposição e divulgação dos países participantes como destinos turísticos de intercâmbio educacional junto aos principais mercados emissores de estudantes internacionais. Durante o evento, são tratados assuntos referentes aos avanços dos estudos no exterior, e os estudantes são aconselhados sobre os destinos que se adequam a cada perfil.

Fonte: Embratur

Brasil é apresentado em feira internacional de negócios

Embratur aposta na participação do Brasil na FIEXPO 2014 como forma de fortalecer o segmento e elevar o número de visitantes do turismo de Negócios no País.

Em dez anos, os congressos e convenções de negócios realizados no Brasil registraram um aumento de 408%. E, para dar continuidade à divulgação do País como sede de eventos internacionais, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) vai promover os produtos e destinos brasileiros para a FIEXPO 2014 (Feria Internacional Del Mercado de Reuniones e Incentivos de America Latina y el Caribe), que será realizada entre os dias 2 e 4 de junho em Lima, no Peru.

“Conforme os dados divulgados pela ICCA (Internacional Congress and Convention Association), entre 2003 e 2013, o total de eventos passou de 62 para 315. Com a exposição que o Brasil teve nos últimos anos devido aos grandes eventos e que ainda teremos com a realização da Copa, das Olimpíadas e do Universíades em 2019, esperamos receber ainda mais eventos internacionais nos próximos anos”, avalia o presidente da Embratur, Vicente Neto.

O formato da FIEXPO 2014 é caracterizado por encontros pré-agendados. Os expositores contarão com, no mínimo, seis entrevistas diárias com compradores internacionais, considerados profissionais qualificados. Poderão, também, agendar suas próprias reuniões com representantes de associações profissionais internacionais que organizam congressos de caráter itinerante e periódico.

“A feira é uma excelente oportunidade para a demonstração do potencial, da infraestrutura e do desenvolvimento dos serviços deste setor, num ambiente propício para a geração de contatos na América Latina e Caribe”, destaca o diretor de Produtos e Destinos, Marco Lomanto.

Nesta edição, o estande do Brasil terá como coexpositores oito representantes de entidades que promovem atividades voltadas para o segmento MICE – Meetings, Incentives, Conventions and Events (Encontros, Incentivos, Convenções e Eventos).

Site MICE

No último dia 20 de maio, a Embratur lançou a nova ferramenta digital voltada exclusivamente para o segmento MICE. A plataforma, que está hospedada no site do Visit Brasil (www.visitbrasil.com/mice), é uma fonte de informações para empresas, instituições e turistas que pretendem visitar o País a negócios.

Para que o usuário navegue com facilidade, foi desenvolvida uma estratégia de filtros. Logo na página inicial, o internauta visualiza um vídeo sobre o segmento e, em seguida, é direcionado para um busca, onde tem três opções: buscar pela cidade, caso já saiba onde pretende realizar seu evento; buscar por critérios e assim gerar um resultado mais apropriado com sua necessidade, e ainda tem a opção de comparar as cidades que tem interesse. Nessa tela, ele ainda pode conferir os eventos que estão acontecendo no Brasil.

Fonte: Embratur

Lançamento de aplicativo Fellow Trip e balanço de ações promocionais

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e o Ministério do Turismo lançam nesta segunda-feira, 02/06,  um novo aplicativo para smartphones  que servirá como um guia de viagens interativo. O Fellow Trip permite que o usuário crie seu próprio itinerário e também compartilhe com outras pessoas as melhores rotas do Brasil. Quando o turista escolher seu roteiro, ele poderá ver dicas de outros usuários, como os melhores restaurantes, baladas, hotéis, lugares mais legais para se visitar e horários das atrações.

Disponível em três idiomas – português, inglês e espanhol -, o aplicativo cria roteiros de acordo com o perfil do usuário. Com interface amigável e intuitiva, o Fellow Trip é mais uma ferramenta desenvolvida pela Embratur  para auxiliar turistas de todo o mundo a descobrirem as maravilhas brasileiras.

Na ocasião, a Embratur também fará um balanço das ações desenvolvidas para divulgar o Brasil como destino turístico e sede de grandes eventos.

Serviço
Data: 02 de junho 2014
Horário:  às 15h
Local: Edifício Embratur – SCN Quadra 2 Bloco G – Auditório 1º subsolo

Fonte: Embratur

Estrangeiro condenado por pornografia não entrará no país

Portaria dos ministérios da Justiça e Secretaria de Direitos Humanos reforça ações contra exploração sexual de menores durante a Copa do Mundo.

Às vésperas da Copa do Mundo, momento em que o Brasil deverá receber 600 mil turistas internacionais, o governo federal adotou mais uma medida para reforçar as políticas públicas de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes. Portaria interministerial, publicada nesta quarta no Diário Oficial da União, estabelece normas para impedir o ingresso de pessoas condenadas por crime de pornografia ou exploração de menores.

A portaria estabelece instruções a serem aplicadas pelos agentes públicos que atuam no controle de imigração nos portos, aeroportos internacionais e postos de fiscalização nas fronteiras terrestres. O impedimento de ingresso no território nacional valerá para estrangeiros condenados por crime de pornografia e exploração, cujo o nome conste em sistemas de cooperação internacional ou seja de conhecimento do Departamento de Polícia Federal (DPF) do Brasil.

“Trata-se de uma medida efetiva que reflete o compromisso do governo brasileiro com o respeito aos direitos humanos e com a proteção de nossas crianças e surtirá efeito durante e depois da Copa do Mundo”, afirma o ministro do Turismo, Vinicius Lages.

A portaria determina também que a Secretaria de Direitos Humanos (SDH) da Presidência da República repasse ao DPF informações apuradas nas ações de prevenção e de enfrentamento do abuso e da exploração sexual infanto-juvenil.

O Ministério do Turismo atua em parceria com a SDH e outras instituições nesta causa por meio do Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI). O foco do MTur é prevenir a exploração nos equipamentos característicos do setor, tais como hotéis, restaurantes, atrações e pontos turísticos e criar oportunidades para a recuperação e inserção social dos jovens em situação de vulnerabilidade social.

Entre as ações de prevenção para a Copa do Mundo de 2014 está a realização de reuniões nas 12 cidades-sede com o objetivo de levar informações sobre as ações do governo federal. Neste contexto, são apresentados aos gestores locais o projeto de qualificação profissional Pronatec Copa Social e o programa de recuperação de jovens feito pelo programa Vira Vida, realizado em parceria com o SESC, que investem na formação profissional e elevação da autoestima de adolescentes.

A portaria interministerial nº 876 é assinada pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e pela ministra-chefe da SDH, Ideli Salvatti.

Fonte: Ministério do Turismo

Pesquisa revela perfil do turista de Salvador

Estudo foi realizado a partir da análise de 18 mil fichas de registro de hóspedes, preenchidas pelos visitantes no momento da chegada ao meio de hospedagem.

Holandeses, argentinos e norte-americanos foram os principais visitantes internacionais recepcionados em Salvador durante o verão deste ano, período que inclui o carnaval. Entre os brasileiros, destacaram-se os turistas de São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro, segundo pesquisa inédita realizada pela Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação.

O estudo revela que 49% dos visitantes domésticos são oriundos da Região Sudeste, 33% do próprio Nordeste, 10% do Sul e o restante do Norte e Centro-Oeste. Salvador recebeu na temporada 6,5 mil paulistas, 4,6 mil baianos e 1,48 mil fluminenses. Os outros principais emissores foram o Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Pernambuco e Sergipe.

Chile, Itália e Uruguai também constam da lista dos principais emissores internacionais. A maioria dos visitantes, 66%, se hospedou nos bairros da Vitória e da Barra, que compõe um dos circuitos mais disputados e por onde circulam os trios elétricos de maior repercussão do carnaval de Salvador, o Barra Ondina.

O estudo, divulgado pela Secretaria de Turismo da Bahia, foi realizada com a análise de 18 mil Fichas Nacionais de Registro de Hóspedes (FNRH), formulários preenchidos pelo cliente na chegada ao hotel. Segundo o diretor da Federação Baiana, Silvio Pessoa, foram pesquisados perfis de turistas que visitaram a capital baiana a negócios e a passeio, relacionadas por estados e países emissores.

De acordo com estudo da Demanda Turística Doméstica, do Ministério do Turismo, Salvador é o terceiro destino mais procurado por viajantes brasileiros, depois do Rio de Janeiro e São Paulo, e o quarto mais desejado do país. A maioria dos turistas estrangeiros que visitam a capital baiana estão em busca de atrativos de sol e praia.

Fonte: Ministério do Turismo