Embratur lança edital para captar eventos do segmento MICE

Instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos poderão se inscrever para realizar ações que tornem o Brasil sede de encontros de negócios.

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) lança, na quarta-feira (16), no Diário Oficial da União, edital para o programa Apoio à Captação ou Promoção de Eventos Internacionais.  Instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos poderão participar com projetos de  ações específicas para tornar o País sede de encontros que atraiam o turista de negócios.

De acordo com o presidente do Instituto, Vicente Neto, o turismo de Negócios e Eventos, conhecido no mercado turístico como MICE (Meetings, Incentive, Congress and Events), é considerado um segmento estratégico de um programa que apoia a prospecção de eventos esportivos, congressos e convenções.

“Esse visitante apresenta perfil diferenciado do turista de lazer, pois possui alto poder aquisitivo e gasto médio elevado. A Embratur trabalha com uma política sistematizada de apoio à captação e promoção de eventos que trazem este tipo de turista para o País, e desde 2004, vem ampliando a sua atuação dentro deste segmento”, afirma Neto.

Os interessados têm de 31 de julho a 29 de agosto para cadastramento e envio das propostas. Os projetos serão julgados por Comitê Técnico previamente nomeado pelo Instituto, com base nos seguintes critérios: quantidade de participantes, rotação do evento, número de edições anteriores, número de turistas estrangeiros e capacidade técnica. Os critérios foram estabelecidos em Portaria da Embratur nº 57, no último dia 8 de julho.

Eventos internacionais no Brasil

Em dez anos, os congressos e convenções de negócios realizados no Brasil registraram um aumento de 408%. Conforme os dados divulgados pela ICCA (Internacional Congress and Convention Association), entre 2003 e 2013, o total de eventos sediados no País passou de 62 para 315. No mesmo período, o número de cidades que sediaram esse tipo de evento subiu 145%, passando de 22 para 54.

O ranking divulgado mostra que o Brasil permaneceu entre os dez países que mais recebem congressos e convenções associativas, liderado pelos Estados Unidos.

Mais informações sobre prazos, orientações, requisitos, entre outros, acesse: http://bit.ly/1oICEIn

Fonte: Embratur

Turismo abre seleção para qualificação internacional

Estudantes de Turismo ou Hospitalidade têm até o dia 31 de julho para se inscrever no programa e concorrer a 110 bolsas de estudo no Reino Unido e na Espanha.

O Ministério do Turismo divulga nesta quarta-feira (16) os editais do Projeto de Qualificação Internacional voltado para estudantes brasileiros de Turismo e/ou Hospitalidade, interessados em realizar cursos de capacitação na área e aperfeiçoar a fluência em inglês ou espanhol em escolas de excelência no Reino Unido e na Espanha.

Os estudantes devem estar matriculados em cursos de bacharelado, licenciatura ou tecnólogo em Turismo e/ou Hospitalidade. Também precisam ter obtido nota no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) igual ou superior a 600 pontos, em exames realizados entre 2009 e 2013, e comprovar a proficiência em inglês ou espanhol.

A inscrição deve ser realizada no período de 16 a 31 de julho de 2014, pelo site da Capes. O estudante deve se inscrever para o processo seletivo em apenas um dos países. Serão concedidas 110 bolsas de estudo, sendo 60 para a Espanha e 50 para o Reino Unido, aos alunos com a pontuação mais alta e devidamente aprovados no processo seletivo.

Com duração aproximada de três meses, os cursos incluem disciplinas ligadas ao setor turístico, com destaque para liderança, inovação, gestão da qualidade, marketing, hotelaria, eventos, gastronomia e idiomas. Também serão desenvolvidas atividades práticas em empresas do ramo, que darão aos bolsistas uma oportunidade de enriquecer sua experiência internacional.

“A atual projeção internacional do Brasil, favorecida pela realização de grandes eventos esportivos no país, está intensificando a demanda do setor turístico por profissionais com melhor qualificação técnica”, disse o ministro do Turismo, Vinicius Lages. O projeto conta com o apoio operacional da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

A escolha desses dois países deve-se ao fato de ambos serem grandes receptores de turistas, além de terem o reconhecimento pela qualidade de suas instituições de ensino superior.  Com o programa de internacionalização do turismo, o MTur deseja ainda ampliar o número de profissionais capacitados em inglês e espanhol, uma característica desejável para o setor.

Os estudantes interessados em participar do processo seletivo para as bolsas podem consultar os editais nº 01/2014 (Espanha) e nº 02/2014 (Reino Unido), publicados no último dia 14 de julho no Diário Oficial da União. Mais informações devem ser obtidas por e-mail (bolsa@turismo.gov.br) e pelo telefone (61) 2023-8293.

O projeto pioneiro de qualificação profissional aconteceu em Portugal, em 2013, com 50 estudantes brasileiros bolsistas, com aulas práticas e teóricas sobre diversos aspectos do turismo, além de curso de aperfeiçoamento em língua inglesa.

Fonte: Ministério do Turismo

Embratur leva cultura brasileira à Holanda

Instituto apoia a realização do Viva Brasil Festival, um evento que apresenta a diversidade brasileira e promove o País como destino turístico e cultural

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) estará presente em um dos maiores eventos de música e cultura da Europa, entre os dias 17 e 20 de julho, em Amsterdam. Os holandeses terão a oportunidade de conhecer e vivenciar a cultura brasileira em mais uma edição do Viva Brasil Festival.

Com o objetivo de promover o Brasil como destino turístico, a Embratur apoia a realização do festival internacional, que destaca, além da Música Popular Brasileira (MPB), filmes, gastronomia e teatro brasileiros.

“O projeto Viva Brasil Festival propõe ações de marketing inovadoras para a Embratur se relacionar com seu público de interesse e divulgar a Marca Brasil na Holanda. Por meio de concertos, exposições, filmes, palestras, arte comunitária e demais formas de arte, o festival quer fazer com que a energia da cultura brasileira possa ser vivenciada”, explica o presidente do Instituto, Vicente Neto.

O presidente da Embratur participará de uma coletiva de imprensa na quinta-feira (17), no local do evento. Neto falará sobre o apoio da Embratur e destacará as ações de promoção do Brasil no exterior realizadas pelo Instituto.

Entre os dias 18 e 20 deste mês, os holandeses conhecerão a performance de artistas, como Maria Gadú, Ed Motta, Tulipa Ruiz, Daniela Mercury, Olodum, Roda de Samba e Choro, Monobloco e Hamilton de Holanda.

O Viva Brasil Festival, que teve sua primeira edição em 1994, tornou-se um dos únicos festivais de música brasileira da Europa. “O evento trabalha no sentido de divulgar a cultura brasileira, formar novas plateias e estimular novos projetos que traduzam nossa identidade em toda a sua diversidade étnica e regional”, destaca o presidente Vicente Neto.

Mercado holandês

A Holanda é um mercado prioritário para o Brasil, além de ser um dos sete países europeus a receber um Escritório Brasileiro de Turismo (EBT). Em 2012, 73.133 holandeses vieram ao País. Os segmentos mais procurados são Sol e Praia (39,7%), Natureza, Ecoturismo ou Aventura (30,7%) e Cultura (22,6%).

Entre pessoas de 20 países, os holandeses que vieram ao Brasil para a Copa do Mundo FIFA 2014 foram os campeões em gastos médios por compra, com R$ 446, segundo dados da empresa de pagamento eletrônico Cielo.

Fonte: Embratur

Estrangeiros que visitaram o Brasil na Copa querem voltar

Pesquisa revela que 95% dos visitantes internacionais têm intenção de retornar ao país. Para 83% deles, a experiência turística superou ou atendeu plenamente as expectativas.

Um levantamento realizado pelo Ministério do Turismo revela que o país recebeu turistas de 203 nacionalidades durante o Mundial. A maioria (61%) ainda não conhecia o país e elogiou os serviços de infraestrutura e turismo. Os itens mais bem avaliados foram a hospitalidade e gastronomia, com 98% e 93% de aprovação respectivamente.

A segurança pública brasileira foi avaliada positivamente por 92% deles. Os táxis, informações turísticas e transporte públicos foram aprovados por nove em cada 10 visitantes internacionais e os aeroportos por oito em cada dez. “O Brasil se mostrou preparado para sediar um evento desse porte. Agora temos o desafio de transformar o interesse do estrangeiro em negócios para o país e benefícios para a população, com a geração de emprego e renda”, diz o ministro do Turismo, Vinicius Lages.

A pesquisa revela ainda que os brasileiros são mais críticos que os estrangeiros. O atendimento e a receptividade são considerados positivos para 90,5% dos turistas domésticos, e a segurança por 83,8% – 7,5 e 8,2 pontos percentuais abaixo da avaliação internacional respectivamente. Os estádios foram aprovados por 92% dos brasileiros e 98,2% dos estrangeiros.

O estudo mostra ainda que o Mundial beneficiou mais que as 12 cidades-sede. Os turistas estrangeiros, que permaneceram em média 13 dias no país, estiveram em 378 municípios brasileiros, incluindo as cidades-sede.

De acordo com o estudo, um total de 3.056.397 brasileiros circularam pelo país durante a Copa. São Paulo foi o principal estado emissor, com 858.825 pessoas. Em segundo lugar apareceu o Rio de Janeiro (260.527), seguido da Bahia (220.021). Minas Gerais ficou em quarto lugar (204.425) e o Paraná em quinto: 165.694.

A avaliação dos turistas domésticos e internacionais foi feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) respectivamente. A pesquisa ouviu 6.627 estrangeiros e outros 6.038 brasileiros desde o início do Mundial.

Além dos turistas a pesquisa ouviu a opinião da imprensa internacional. Os atrativos turísticos foram o quesito mais bem avaliado, com 98,4% de aprovação, seguida da diversão noturna e da informação turística, com 96,2% e 90%. Praticamente todos (96,5%) os profissionais de mídia recomendariam uma viagem ao Brasil para amigos e familiares.

Fonte: Ministério do Turismo

Brasil recebeu mais de 1 milhão de estrangeiros na Copa

O número de turistas estrangeiros que vieram ao Brasil para Copa do Mundo superou a marca de um milhão de visitantes. Os dados foram passados agora pelo ministro do Turismo, Vinicius Lages, em coletiva que reúne 16 ministérios e a presidente Dilma Rousseff. O número final supera a previsão do governo federal, que falava de 600 mil turistas estrangeiros durante o torneio. A previsão inicial divulgada pela Polícia Federal apontou que 690 mil turistas vieram ao Brasil em junho.

Segundo Vinicius Lages (foto), vieram turistas de 202 países, dos quais 188 Nações tinham ingressos para o Mundial, que visitaram, juntos com turistas brasileiros, 378 municípios. “Além dos estrangeiros, vale destacar que segundo a pesquisa encomendada pelo MTur, 67% dos brasileiros visitaram pela primeira vez um destino doméstico”, ressaltou Lages, reforçando que eventos como Copa do Mundo, Olimpíadas e Fórmula 1 são importantes para movimentar a economia do Brasil.

Fonte: Panrotas

Copa do Mundo registrou 93,8% de ocupação no Rio

Durante o mês da Copa do Mundo, a cidade do Rio de Janeiro registrou 93,8% de média de ocupação, chegando a 97.66% na final, realizada no Maracanã. Na análise por categoria, os empreendimentos de categoria 5 estrelas foram os mais demandados. Neles, a ocupação geral ficou em torno de 98,15%, chegando a 99,75% na final. Já nos 3 e 4 estrelas, a média geral ficou em 93,22%, com ápice de 97,42% na final.

Os bairros com maior ocupação foram Ipanema e Leblon (94,76%), Copacabana e Leme (93,37%) e Barra e São Conrado (91, 06%). Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ), Alfredo Lopes, apesar dos americanos responderem pela aquisição de maior número de ingressos para o mundial, os sul-americanos marcaram fortemente a presença também nos hotéis cariocas.

Fonte: Panrotas

CVC prevê embarque de 3 mil passageiros para Bariloche

A temporada de neve da CVC em Bariloche está começando esta semana e a estimativa da operadora é embarcar mais de três mil brasileiros entre julho e agosto, em uma operação semanal que conta com voos fretados, saindo aos sábados de São Paulo e Porto Alegre.

A equipe da empresa conta com 100 guias de viagens e o apoio de uma frota de mais de 30 veículos para realização de traslados e passeios. A programação de roteiros conta com três opções: “Básico”, “Clássico” e “Total”, todos com oito dias de duração e atrações que podem incluir aulas e equipamentos especiais para a prática de esqui.

Para mais informações: www.agentescvc.com.br.

Fonte: Panrotas

Verão em Nova York: The Muse, a Kimpton Hotel, cria “Corrida do #Selfie”

Foto: Washington DC - The George / Divulgação

Com a Copa do Mundo terminando e os #selfies nos estádios saindo de cena, Nova York no verão tem tudo para servir de “check-in” para os melhores cliques e posts.

O The Muse, a Kimpton Hotel, convida seus hóspedes para explorar Manhattan pelo modo #selfie. Com smartphones a postos e uma lista de 10 locais para visitar, entre cartões-postais (Empire State Building, St. Patrick’s Cathedral, Central Park, Estátua da Liberdade, Apolo Theatre…) e achados imperdíveis como a Katz’s Delicatessen, no East Village, os participantes desse desafio devem postar um #selfie em cada um deles via Instagram ou Twitter. Sem esquecer, é claro, de adicionar a hashtag #MuseSelfie e “taguear” @KimptoninNYC.

Os prêmios da brincadeira variam de acordo com o número de #selfies e localizações percorridas: de coquetéis no bar do NIOS, restaurante do The Muse, a descontos e upgrades nas diárias.

Um “Selfie Pro Kit” com adereços divertidos como óculos coloridos, plumas e perucas estão à disposição dos hóspedes no frontdesk.

Diárias a partir de US$ 390 para duas pessoas, inclui wine hour, wifi grátis e empréstimo de bicicletas para passeios na cidade.

The Muse, a Kimpton Hotel: www.kimptonhotels.com
Tel.: 0800 762 1287

Sobre a Kimpton Hotels & Restaurants: Pioneira no conceito de hotéis-butique nos Estados Unidos, a rede reúne 60 empreendimentos e 70 restaurantes nos principais destinos do país (26 cidades): Miami, Nova York, Los Angeles, São Francisco, Aspen, entre outras. Fundada em 1981 por Bill Kimpton, cada uma das propriedades traz estilo próprio, design distinto e serviço atencioso, porém arejado e amigável.  Pet Friendly (Caminha, snacks e tigelas de comida são cortesia), seus hotéis tem amenities práticas e irreverentes, como o “Forgot It? We Got It”, “Guppy Love” e “Wine Hour”. Empresta bicicletas para passeios, esteira e programa de Yoga para praticar no quarto ou no fitness center. O Kimpton In Touch, seu programa de fidelidade, adiciona Wifi grátis e o “Assalto ao Minibar”, um bônus de USD 15 de consumo no minibar. Apoia a comunidade LGBT com benefícios extras que vão de convites a festas exclusivas a promoções e newsletters customizadas.  A Kimpton Hotels é considerada a número 1 em satisfação pelos seus clientes, segundo o Top Customer Satisfacton Score, traz uma coleção de bares, lounges e restaurantes premiados, liderados por chefs talentosos e bartenders descolados. Seus hotéis e restaurantes seguem práticas amigáveis ao meio ambiente e a rede é parceira da The Nature Conservancy (Plant a Billion Trees) para o plantio de árvores na Amazônia Brasileira (seus hotéis são 100% certificados com o Green Seal™).

Destaques Mãos de Minas Online

Após o lançamento do portal de vendas Online da Mãos de Minas, cada vez mais são lançadas ferramentas que irão proporcionar maior divulgação dos produtos dos artesãos.

Com um atendimento personalizado de apoio às dúvidas do Artesão, a Mãos de Minas Online, se diferencia dos demais concorrentes, proporcionando maior confiança e prestação de serviços para todos os lojistas cadastrados no site.

Nesta semana, a Mãos de Minas lançou o campo de produtos em destaques, na página principal do site. Onde serão selecionados de 4 a 8 produtos para ficarem em exposição na página principal.

O intuito é ter uma maior divulgação dos produtos dos artesãos, que poderão ser selecionados como destaques, os que mais venderem, novos produtos cadastrados, etc.O site da Mãos de Minas Online (www.maodeminasonline.org.br) teve seu lançamento em abril e já conta com mais de mil produtos artesanais publicados e disponíveis para vendas.

Caminho do Vinho é achado rural do Paraná

Foto: MTur / Divulgação

Entre as atrações destacam-se os parreirais, a culinária típica dos italianos e o cenário bucólico do campo. O roteiro é um dos 23 selecionados pelo projeto Talentos do Brasil Rural.

Imagine-se percorrendo parreirais cultivados por descendentes de italianos e se esbaldar em restaurantes com comidas típicas, cafés coloniais e vinícolas familiares. Este é o cenário do Caminho do Vinho, um dos 23 roteiros selecionados pelo projeto Talentos do Brasil Rural, que tem por objetivo valorizar a cultura de agricultores familiares, gerar emprego e agregar valor à produção.  No total, o projeto ajudou a estruturar 400 empreendimentos de 54 municípios brasileiros.

O roteiro Caminhos do Vinho se localiza em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba (PR). Ainda compõem o passeio atrações como um museu do vinho, a venda de produtos coloniais, um pesque e pague e uma pista de velocross, para os turistas mais animados.

Talentos do Brasil Rural é uma parceria entre os ministérios do Turismo (MTur), do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que reformulou o roteiro, integrando a agricultura familiar entre as atrações, e agregou parceiros para aperfeiçoamento a empreendimentos locais.

“É um projeto que coloca o turismo como uma atividade produtiva com capacidade de gerar pequenos negócios para comunidades rurais, valorizando o patrimônio material e imaterial de várias regiões do país”, explica o ministro do Turismo, Vinicius Lages.

Os roteiros são escolhidos por meio de chamada pública, mapeados e apresentados ao mercado turístico. Eles também receberam consultoria especializada e apoio à comercialização. Um dos requisitos para escolha é o acesso a menos de três horas de uma das capitais-sedes da Copa do Mundo, considerando meio terrestre ou aquaviário.

Acesso
O local do passeio fica a 5 km do Aeroporto Internacional Afonso Pena e a 26 km do Centro de Curitiba. O acesso pode ser pela entrada de São José dos Pinhais (Via Av. das Torres),  BR-277 e BR-116 (contorno leste). Para circular pelo roteiro, recomenda-se um veículo de passeio ou contratar um serviço de turismo receptivo. Os interessados podem comprar o passeio pela “linha turismo” com partidas aos finais de semana (sábado as 13h30 e domingo as 11h) a partir do Shopping São José, no centro de São José dos Pinhais.

Atrações
Vinícolas: Adega Bortolan, Cantina Della Mamma, Vinhos Dom Roberto Perbiche, Vinhos Don Gabriel, Vinhos Irmãos Juliatto, Vinhos do Italiano, Vinhos Laureanti, Vinhos Pissaia, Vinhos Vô Dide, Vinhos Vô Vito

Restaurantes: Bosque Italiano, Casa Laureanti, Don Gabriel, Dulce Restaurante, Frutos da Terra, Panela de Barro, Sol e Lua, Sitio Rio Pequeno, Vô João

Cafés coloniais: Casa Bela Café, Casarão Café Colonial, Dulce Café Colonial, Grimpa Verde Café colonial, Vanille Café Colonial

Outras atrações: Armazém do Mazza, Casa do Artesanato, Chácara e Pousada Bella Vite, Encantos do Jardim, Glória Doces e Salgados, Minhocário Martins, Pesk e Pague Beira Rio, Pesk e Pague do Cachimbo, Velocross, Vinhos Dom Roberto Perbiche – Museu e Samuleria Mergulhão.

Fonte: Ministério do Turismo