Franquias de turismo faturaram R$ 6,6 bilhões em 2013

Setor aponta crescimento acima da média nos últimos dois anos. As agências de viagens foram as principais responsáveis por este aumento

As franquias de turismo estão investindo, expandindo os negócios e aumentando o faturamento no Brasil – e as agências de viagens e operadoras turísticas foram as principais responsáveis por este aumento. É o que mostra o estudo da Associação Brasileira de Franchising (ABF): somente em 2013 as franquias de turismo tiveram aumento de 21,9%, enquanto as demais ligadas ao setor cresceram 11,9%. Elas respondem por R$6,6 bilhões do faturamento total, estimado em R$ 115 bilhões.

A expansão das agências online, impulsionada pela entrada de novos usuários de internet, a compra de viagens a lazer por novas classes sociais, a melhoria da qualidade dos serviços e aumento do turismo doméstico foram alguns dos fatores que impulsionaram este crescimento. É o que mostra a Pesquisa Anual de Conjuntura Econômica do Turismo 2013, do Ministério do Turismo.

Os grandes eventos também foram um fator determinante para este momento positivo. “O mercado brasileiro de turismo está cada vez mais competitivo, mais atraente para os investidores internacionais e melhor preparado para atender a demanda de turistas. A Copa do Mundo impulsionou ainda mais esta ascensão, garantindo mais visibilidade ao país”, disse o ministro do Turismo, Vinicius Lages.

As redes de turismo com crescimento em destaque no país são Tam Viagens, Flytour Franchising, CI, Clube Turismo, IE Intercâmbio no Exterior, Marsans, Travelmate Intercâmbio e Turismo e TZ Viagens, de acordo com a ABF.

Em 2012, as franquias de turismo cresceram 97,8% em relação à 2011, passando de 864 para 1.848 unidades em todo país. Em 2013, este número subiu para 2.001 unidades e 41 redes de turismo credenciadas à associação.

Fonte: Ministério do Turismo

Ecoturismo está na mira dos turistas da Copa

Às vésperas do início da Copa do Mundo, com a chegada de 600 mil estrangeiros e 3,1 milhões de brasileiros, o país vem buscando formas de mostrar seus atrativos turísticos, entre eles, as inúmeras belezas naturais.

As praias brasileiras, os parques ecológicos, as cachoeiras e toda a natureza exótica vão constar entre os atrativos que os turistas devem visitar no país, além das cidades-sede. De acordo com estudo da Copa das Confederações, os estrangeiros visitaram pelo menos três municípios além das sedes dos jogos durante o torneio.

O Brasil é apontado pelo Fórum Econômico Mundial como o primeiro entre 140 países em recursos naturais. O ecoturismo, segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT), é o segmento que mais cresce no mundo (20% ao ano), enquanto o turismo convencional apresenta taxas menores (7,5% ao ano). A OMT estima ainda que pelo menos 10% dos turistas em todo o mundo sejam adeptos do turismo ecológico.

O Brasil é o país com maior biodiversidade do mundo, com 20% das espécies da terra, 800 mil quilômetros quadrados de áreas protegidas, 69 parques nacionais e duas das sete maravilhas do mundo: As cataratas do Iguaçu e a Floresta Amazônica. Além disso o país abriga 230 etnias indígenas que falam 182 línguas diferentes.

Um levantamento feito pelo Ministério do Turismo mostra que 46,8% de visitantes internacionais que vêm ao Brasil buscam lazer, especialmente com sol e praia, além de atividades de ecoturismo. “O potencial turístico brasileiro está voltado para as belezas naturais do país – e dentro do Plano Nacional do Turismo (PNT), do Ministério do Turismo, estão traçadas estratégias para fomentar cada vez mais este segmento”, diz o ministro Vinicius Lages, lembrando da diversidade brasileira e da data de hoje, 5 de Junho, Dia Mundial do Meio Ambiente.

Recentemente, os ministérios do Meio Ambiente, do Esporte, do Turismo, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, do Desenvolvimento Agrário, além de organizações como o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), anunciaram ações conjuntas nas cidades-sedes da Copa, que estão alinhadas à agenda ambiental.

Em relação aos resíduos sólidos haverá coleta seletiva no entorno das arenas e nas festas oficiais feitas por catadores contratados e o material será encaminhado às cooperativas de reciclagem. Todos os estádios construídos seguiram modelos de gestão sustentável com vistas a receberem certificação internacional e pelo menos dez cidades das doze sedes receberão quiosques para o comércio de produtos orgânicos e da agricultura familiar, com produtores de vários biomas do país.

O Ministério do Meio Ambiente também lançou em abril deste ano, a Iniciativa Baixo Carbono na Copa, que conta com uma chamada pública às empresas brasileiras para doarem créditos de carbono para a compensação das emissões geradas pela realização do Mundial. As companhias receberão um Selo Baixo Carbono fornecido pelo MMA. Por último, com o slogan “Eu Cuido do Meu Destino”, a campanha Passaporte Verde, do Ministério do Turismo, aproveita a Copa do Mundo para iniciar um trabalho voltado para que consumidores e empresários optem por práticas mais sustentáveis.

Fonte: Ministério do Turismo

Espanha usa jogadores de futebol na promoção turística

O futebol entra de vez na estratégia de promoção do Turismo da Espanha aqui no Brasil. A Turespaña, responsável pela promoção internacional do turismo espanhol, abriu no dia 04, a exposição “Espanha e Brasil Unidos pela Mesma Paixão”, no Instituto Cervantes, na capital paulista. A abertura da exposição foi a razão da visita da diretora geral da Turespaña, Marta Blanca, a São Paulo hoje. “Acreditamos que o binômio Esporte e Turismo é imbatível para atrair visitantes, especialmente destes dois países, o Brasil e a Espanha, que compartilham da mesma paixão por esse esporte”, disse Marta.

A executiva, que já havia estado no Brasil em duas outras ocasiões, almoçou com algumas autoridades de turismo hoje, entre elas o presidente da Abav-SP, Constantino Karacostas, a diretora de Turismo da SP Turis, Luciane Leite, e o diretor executivo da Abracorp, Gervásio Tanabe, além do presidente da PANROTAS, Guillermo Alcorta. “A Copa do Mundo aparece como oportunidade para essa promoção, ligada ao futebol. A Marca Espanha é muito conhecida no Brasil, mas queremos promove-la e diversificar as imagens que os brasileiros têm de nosso país”, contou Marta, que foi acompanhada pela diretora da Turespaña no Brasil, Elvira Salazar, e pela diretora da Iberia, Marta Sánchez.

Segundo ela, 400 mil brasileiros estiveram na Espanha no ano passado – apenas 1% do total de visitantes que o país recebeu. “Ainda assim, os brasileiros são extremamente importantes, porque estão entre os turistas que mais gastam em nosso país”, contou. Enquanto o gasto médio diário dos estrangeiros na Espanha é de 108 euros, o gasto médio do turista brasileiro é de 200 euros cada dia, segundo a diretora geral da Turespaña. “Em uma viagem, o gasto médio do brasileiro é de 1,9 mil euros, enquanto a média geral dos visitantes estrangeiros é de apenas 1 mil euros”, comparou.

Futebol
A exposição tem jogadores brasileiros que atuam na Espanha falando sobre o país. “É realmente emocionante ouvir esses testemunhos dos atletas brasileiros que vivem ou viveram lá. Eles contam o que mais gostam, como sentem o país, o que encontram apenas lá”, antecipou a diretora, que disse ainda que mais de 250 brasileiros já jogaram no país nas últimas décadas. Além de São Paulo, a exposição será levada também a Curitiba. A seleção espanhola de futebol chega ao Brasil no domingo, dia 8, e terá Curitiba como sede. Além de jogar na capital paranaense, tem confrontos em Salvador e Rio de Janeiro na primeira fase da Copa. O Instituto Cervantes, que recebe a exposição em São Paulo, fica na avenida Paulista, 2.439.

Fonte: Panrotas

Copa do Mundo trará benefícios ao País, aponta pesquisa

Uma pesquisa feita pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) aponta que 55% dos entrevistados veem inúmeros aspectos positivos em relação à Copa do Mundo no Brasil. Um dos itens mais citados em relação a benefícios que o torneio trará está turismo (14%), melhor infraestrutura das cidades-sede (10%), visibilidade do país (8%) e crescimento econômico (6%).

A pesquisa revelou também que a Copa será um “programa família”: 71% dos consumidores assistirão aos jogos com seus familiares. E o Brasil é o favorito para ficar com o título, embora a vantagem seja apertada. Segundo a pesquisa, 54% dos consumidores preveem que o Brasil será o campeão, mas 46% estão pessimistas quanto ao resultado da Seleção na Copa.

O Universo da pesquisa é representado por consumidores que buscaram informações e orientações no site Consumidor Positivo da Boa Vista Serviços, entre os dias 13 a 23 de maio de 2014. A amostra obtida foi de 972 respondentes.

Fonte: Panrotas

Pesquisa identifica três perfis de viajantes. Qual o seu?

Uma pesquisa sobre o perfil do viajante atual rendeu um dos painéis mais interessantes do Fórum Alatur.

Pelo perfil, há três tipos de viajantes: o hedonista (“eu sou”), o viciado (“eu posso”) e o neófito (“eu consigo”). O hedonista é fiel a seu agente de viagens, de longa data, viaja sem preocupações com despesas, por isso planeja pouco, e conhece muitos dos destinos mundiais. Uma tendência é que acompanha esportes e campeonatos internacionais, principalmente de surfe, tênis e trekking.

Já o viciado, não vive sem Disney ou Nova York, adora compras nos Estados Unidos e planeja bem sua próxima viagem. O neófito viaja há cerca de quatro anos e isso é uma conquista pessoal. Planeja a viagem com pelo menos um ano de antecedência.

E qual a viagem dos sonhos para cada perfil Para o hedonista, uma volta ao mundo sem pressa, com hotelaria exclusiva, cinco e seis estrelas. Para o viciado, é a próxima viagem. Apontam destinos como Suíça, Croácia, Rússia, Índia, Nepal, Taiti, Japão, Cazaquistão, Nova Zelândia, Jamaica, Escócia, Turquia e Grécia. Os neófitos dizem que ela já foi realizada e que gostam de experiências nunca antes imaginadas, como conhecer grandes aeroportos.

Mas os neófitos têm medo de se perder em países com cultura e língua muito diferentes. Já os viciados, costumam aliar trabalho e lazer na viagem, assim podem conhecer destinos que não seriam prioridade. E os hedonistas, conhecem praticamente todas as capitais e destinos de interesse no Brasil e no Exterior.

Depois da viagem, os hedonistas trazem novas reflexões sobre a vida, ampliam horizontes e renovam suas energias. Os viciados valorizam o conhecimento de novas culturas e o tempo que gastaram com seu bem estar. Gostam de contar histórias e acham que as viagens abrem portas. O neófito volta mais feliz e chega a uma conclusão: viajar vicia.

A pesquisa encomendada pela Alatur JTB foi feita pela Ivani Rossi Conhecimento Aplicado e Negócios. Foram nove focus groups com nove participantes em cada um. Cada participante tinha que ter realizados pelo menos duas viagens para o Exterior nos últimos cinco anos. Os grupos aconteceram em fevereiro de 2014.

Fonte: Panrotas

Embratur aposta no intercâmbio estudantil para atrair mais turistas

Imagem: novotempo.com

Especialistas em educação conhecem mais sobre a cultura e a gastronomia do Brasil durante a NAFSA2014.

O Brasil esteve entre os destinos para intercâmbio estudantil que se apresentaram na última semana na Conferência Anual da NAFSA (National Association of Foreign Student Advisers), em San Diego, nos Estados Unidos.

Este ano, o encontro recebeu cerca de nove mil participantes de diversos países, incluindo as principais agências internacionais de cooperação educacional, especialistas internacionais em educação e representantes das melhores universidades do mundo.

O ponto alto do evento foi a realização da Vivência Brasileira. Os expositores brasileiros tiveram a oportunidade de apresentar o País como destino de estudos e intercâmbio, além de estabelecer e estreitar relacionamento entre os participantes da feira.

“É de fundamental importância a realização da Vivência Brasileira organizada pela Embratur, em parceria com a Associação de Assessorias de Instituições de Ensino Superior (FAUBAI). Aproveitamos essa visibilidade para utilizarmos o intercâmbio estudantil como mais uma opção para promover os destinos brasileiros”, destacou Delma Andrade, coordenadora-geral de Acompanhamentos e Estruturação de Produtos da Embratur.

Mais de 260 pessoas participaram da Vivência. O público foi composto por formadores de opinião, corpo técnico de universidades internacionais, professores, agentes de turismo educacional, reitores de universidades brasileiras e estrangeiras, presidentes de associações de educação internacional, organizações não governamentais relacionadas à promoção da educação internacional e agências internacionais de cooperação educacional.

Durante a atração, o grupo musical baiano Nós de Chita apresentou músicas relacionadas às Festas Juninas, que foram tema da exposição. Itens da gastronomia junina também foram servidos aos participantes da vivência.

O estande do Brasil, intitulado “Come and Study in Brazil”, contou com a participação de 17 instituições de educação superior (Instituto Insper, PUC-Rio, UFSJ, UFRN, UFRJ, UERJ, UNESP, UNICAMP, UNIVALI, SENAC, UFMT, UFTM, UFV, UFPR, UFRGS, UFMG, UnB) e três agências de turismo educacional (Brazilian Experience, Campus Brasil e Experimento) e uma escola de português para estrangeiros (Fast Forward).

“Assim como ocorre em outros eventos realizados pela Embratur, a Vivência Brasileira é o momento em que o estrangeiro conhece mais sobre a cultura e a gastronomia do País. O objetivo é propiciar o contato entre as instituições brasileiras e seus principais parceiros na NAFSA, e oferecer uma experiência da diversidade do Brasil”, afirmou a coordenadora.

Conferência Anual da NAFSA
A conferência, que ocorre anualmente, se configura como uma oportunidade para exposição e divulgação dos países participantes como destinos turísticos de intercâmbio educacional junto aos principais mercados emissores de estudantes internacionais. Durante o evento, são tratados assuntos referentes aos avanços dos estudos no exterior, e os estudantes são aconselhados sobre os destinos que se adequam a cada perfil.

Fonte: Embratur

Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal acontece nesta quarta

A proposta é valorizar e divulgar o queijo minas artesanal e é um dos destaques da 54ª Exposição Estadual Agropecuária.

A sétima edição do Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal será um dos destaques da 54ª Exposição Estadual Agropecuária. A disputa acontece no dia 4 de junho e é promovida pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Emater-MG, Instituto Mineiro de Agricultura (IMA), Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg). A proposta é valorizar e divulgar o queijo minas artesanal.

O concurso terá início às 16h. Os objetivos do evento são estimular a produção com qualidade, divulgar e valorizar o queijo minas artesanal. Participam da disputa 30 produtores cadastrados no IMA. Eles foram classificados após vencerem os concursos regionais do queijo minas artesanal na seis regiões identificadas como produtoras tradicionais da iguaria. A comissão julgadora será composta por oito integrantes. Os queijos serão avaliados de acordo com os critérios: apresentação, cor, textura, consistência, paladar e olfato. Serão escolhidos os cinco melhores queijos e a premiação acontece no dia 5 de junho às 10h.

“O concurso promove a melhoria continuada do produto, a interação entre as regiões, divulgação da qualidade do queijo minas artesanal e apresenta para o consumidor da capital o ‘verdadeiro’ queijo minas artesanal”, diz o coordenador técnico estadual da Emater-MG, Albany Árcega.

A Exposição Estadual Agropecuária é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), IMA e Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg). A exposição acontece de 3 a 8 de junho, no Parque da Gameleira, em Belo Horizonte.

Queijo Minas Artesanal

De acordo com a Emater-MG, as seis regiões produtoras de queijo minas artesanal (Serro, Canastra, Araxá, Campo das Vertentes, Cerrado e Triângulo Mineiro) têm 9.789 produtores, que são responsáveis por uma produção de cerca de 29.897 toneladas de queijo por ano. A Emater-MG orienta os produtores sobre adequações das queijarias, currais e anexos, obtenção higiênica do leite, tratamento de água, controle sanitário do rebanho, boas práticas agropecuárias, boas práticas de fabricação e exigências da legislação vigente. A empresa também exerce um papel importante na mobilização e organização dos produtores.

O reconhecimento destas regiões é respaldado por estudos do processo de fabricação, em cada região, tendo em vista características peculiares do local de origem, tais como: história, economia, cultura e clima, entre outros itens. “Foram feitos estudos históricos e agrogeológicos para identificar e caracterizar a produção, que tem uma importância econômica, social e cultural muito significante para os municípios incluídos”, explica a coordenadora técnica estadual da Emater-MG, Marinalva Soares. Os estudos técnicos realizados para a identificação das regiões produtoras do queijo minas artesanal no Estado foram realizados pela Emater-MG em parceria com outras instituições.

Fonte: Agência Minas

FBHA aponta 37 mil contratações em hospedagem e alimentação para a Copa do Mundo

As demandas turísticas da Copa do Mundo ampliarão, em junho e julho, os postos de trabalho temporário nos setores de hospedagem (hotéis, pousadas, albergues, motéis, resorts e similares) e alimentação fora do lar (restaurantes, bares e similares) nas 12 cidades-sede. A estimativa é da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) que aponta a criação de 7 mil novas vagas formais no setor hoteleiro e 29,9 mil nos estabelecimentos de alimentação nas cidades que sediarão o Mundial de Futebol.

“Este ano, com a realização da Copa, principalmente o setor de hospedagem manteve em seu quadro de pessoal parte das contratações realizadas para a alta temporada do verão. Entretanto, com o grande número de turistas que o Brasil receberá, ainda serão necessárias mais contratações para compor as equipes”, avalia o presidente da FBHA, Alexandre Sampaio.

As bases de cálculo da Federação são a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) de 2013, do Ministério do Trabalho e Emprego, e dados dos setores de hospedagem e alimentação fora do lar.

CIDADE-SEDE CONTRATAÇÕES/ HOSPEDAGEM (JUNHO/JULHO 2014) CONTRATAÇÕES/ALIMENTAÇÃO FORA DO LAR (JUNHO/JULHO 2014)
RIO DE JANEIRO 1.500 6.000
SÃO PAULO 2.000 10.000
BELO HORIZONTE 800 3.000
RECIFE 350 1.500
SALVADOR 800 2.800
FORTALEZA 250 900
NATAL 200 300
MANAUS 50 380
CURITIBA 450 2.000
PORTO ALEGRE 400 2.000
CUIABÁ 100 250
BRASÍLIA 100 800
TOTAL 7.000 29.930

Fifa coloca nova carga de ingressos à venda

A Fifa vai colocar a última carga de ingressos para todos os 64 jogos da Copa do Mundo, inclusive a abertura e final. Na virada de terça (3/06) para quarta-feira (4/06), a partir das 0h, cerca de 180 mil novos bilhetes serão postos à venda. Para dar chances iguais a todos os torcedores, as vendas serão por ordem de chegada.

Este novo lote vem da cota de contingência da Fifa em algumas arenas, possível após a entrega dos estádios. Além disso, após cerca de 10 meses de vendas, a Fifa observou que há uma demanda muito pequena por assentos dedicados a pessoas com mobilidade reduzida. Portanto, a FIFA vai tornar a maior parte deste inventário disponível para todos os torcedores, mantendo alguns destes assentos ainda reservados.

Assim como em qualquer dia até a final da Copa do Mundo da FIFA, na quarta-feira, dia 4 de junho, a partir das 9h (horário local em cada sede), os torcedores também poderão comprar as entradas remanescentes em um dos 12 Centros de Ingressos da FIFA nas 12 sedes:

Belo Horizonte – Boulevard Shopping : Av. dos Andradas,3.000, Santa Efigênia
Brasília – Centro de Convenções Ulysses Guimarães: SDC Eixo Monumental – Lote 05
Cuiabá – Shopping Pantanal – Av. Historiador Rubens de Mendonça, 3300 – Jardim Aclimação
Curitiba – Patio Batel Shopping: Av. do Batel, 1.868 – Batel
Fortaleza – Centro de Eventos do Ceará: Av. Washington Soares nº 999, Portão E – Edson Queiroz
Manaus – Centro Cultural dos Povos da Amazônia: Praça Francisco Pereira da Silva, s/n°
Natal – Shopping Cidade Jardim: Av. Eng. Roberto Freire, 2920 – Capim Macio
Porto Alegre – Barra Shopping Sul: Av. Diário de Notícias, 300 – Cristal
Recife – Shopping Recife: R. Padre Carapuceiro, 777, Edifício Garagem B1, Boa Viagem
Rio de Janeiro – Casarão General Severiano: Av. Venceslau Brás, 72 – Botafogo
Salvador – Iguatemi Shopping: Av. Tancredo Neves, 148, Estacionamento I-1
São Paulo – Ginásio do Ibirapuera (Quadra Lateral=: R. Manoel da Nóbrega, 1361, Paraíso

Fonte: Panrotas

Costa Cruzeiros lança portal para agências de viagens

A Costa Cruzeiro lançou o portal Costa Trade com o objetivo de dar apoio às vendas dos agentes de viagens brasileiros. A ferramenta reúne informações sobre os navios e os roteiros da companhia no Brasil e no mundo e traz promoções e benefícios vigentes para a temporada 2014/2015 na América do Sul e para os cruzeiros no exterior. O site conta com a estrutura e os serviços da Costa para atender ao mercado corporativo, além das orientações para o embarque nos navios.

O portal também permite downloads dos documentos necessários para o cruzeiro e dos materiais promocionais da Costa, incluindo imagens em alta definição das áreas internas e externas dos navios. As agências têm ainda a opção de baixar e-mail marketing personalizados para o envio direto aos seus clientes.

“As agências de viagens são nossas grandes parceiras. Por isso, buscamos facilitar, ao máximo, a comunicação. Por meio do Costa Trade, o agente se mantém atualizado e bem informado sobre os produtos, roteiros e promoções da Costa a qualquer momento e em qualquer lugar”, afirma a gerente de Vendas e Marketing da Costa Cruzeiros, Marcia Galvão.

Fonte: Panrotas