Nova regra para vistos deverá estimular entrada de turistas estrangeiros

Lei sancionada pela presidenta Dilma Rousseff prevê que o processo de pedido e concessão de vistos seja feito pela internet.

A concessão de vistos para estrangeiros interessados em visitar o Brasil ficará mais rápida e poderá ter custos menores. Lei sancionada no último dia 07 pela presidente Dilma Rousseff prevê que o processo de pedido e concessão de vistos seja feito 100% pela internet e facilita a dispensa de vistos desde que o país de origem dos viajantes deem o mesmo tratamento aos brasileiros. Com um sistema mais rápido e moderno, a expectativa é que aumente o número de turistas estrangeiros no País.

A possibilidade de fazer os procedimentos do pedido de visto pela internet, incluindo a entrega dos documentos necessários, poderá diminuir o custo para a emissão do visto e também o tempo de espera. O Itamaraty, que hoje já faz parte do processo de emissão de vistos pela internet, estuda o desenvolvimento de uma plataforma online para a emissão e entrega de formulários, comprovantes (inclusive taxa de pagamento) e demais documentos, mas ainda não há previsão para ser liberada.

“Com o novo mecanismo, um turista norte-americano que mora, por exemplo, em uma cidade do interior, mais distante de um consulado brasileiro, poderá fazer o pedido de visto pela internet, sem necessidade de viajar a outra cidade para entregar os documentos. Isso reduzirá seus custos com o processo do visto e sobrará mais dinheiro para a viagem ao Brasil”, afirmou Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro do Turismo).

Nos Estados Unidos, um dos principais emissores de turistas para o Brasil, a emissão do visto demora em média 30 dias. Com a emissão eletrônica, esse prazo será reduzido e não haverá mais filas, tornando mais competitivo o mercado brasileiro na comparação com outros países. “No longo prazo, essa medida, assim como a simplificação da isenção de vistos, contribuirá para atingirmos nossa meta para trazer 10 milhões de estrangeiros até 2020”, afirmou Neto. Esse número foi de 6 milhões em 2013.

Medida similar foi adotada pelo México em 2010, ao permitir que o visto para viagens de menos de 30 dias possa ser solicitado e concedido por meio de uma autorização eletrônica pela internet. Além de reduzir custos para os viajantes, a emissão por meio eletrônico deverá diminuir o tempo de espera para concessão do visto. A lei sancionada teve como base o projeto de lei do deputado Carlos Eduardo Cadoca (PCdoB-PE), que modificou o Estatuto do Estrangeiro. Os documentos originais poderão ser solicitados a qualquer momento por autoridades do governo brasileiro.

Fonte: Embratur

Brasil e Moçambique juntos pelo Turismo

Embratur vai compartilhar sua experiência em promoção e divulgação no mercado externo com o país africano.

Moçambique quer compartilhar a experiência brasileira em promoção internacional para incrementar o turismo no país. Para iniciar uma parceria entre o governo moçambicano e o brasileiro, o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto, recebeu nesta terça-feira o conselheiro econômico para assuntos de turismo e cultura da embaixada moçambicana, Romualdo Lodino do Carmo Johnam. A chefe de gabinete da Embratur, Kátia Bitencourt, também participou da audiência.

O país africano tem algumas semelhanças com o Brasil: praias belíssimas de água cristalina e areia

branca, parques e reservas florestais, ideais para atrair turistas do mundo todo. “Queremos a experiência da Embratur  para nos ajudar a  desenvolver o turismo em Moçambique. A Embratur pode também nos aproximar de entidades e grupos dispostos a investir no turismo moçambicano”, declarou Romualdo Lodino.

O presidente da Embratur reforçou o interesse do Governo Federal em aproximar-se cada vez mais do continente africano. “Ampliamos nossa política externa voltando os olhos para a África e a América Latina. Vamos cooperar com o governo moçambicano com toda a experiência adquirida ao longo dos anos”, garantiu Vicente Neto.

Técnicos da Embratur farão uma palestra para os funcionários da Embaixada para explicar como o Brasil promove e divulga os produtos e destinos turísticos nos mercados internacionais. Vicente Neto também sugeriu uma aproximação com o Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), criado pelo Governo Federal em 2011. “O Pronatec é um excelente programa de qualificação profissional que atende milhares de pessoas em todo o Brasil, capacitando os jovens para diversas áreas do mercado de trabalho, inclusive no setor de turismo. Conhecer de perto o programa pode auxiliar o governo moçambicano na formação dos trabalhadores moçambicanos”,  concluiu.

Fonte: Embratur

Tiradentes recebe mais um festival de vinho e jazz

A Pacco & Bacco realiza pelo segundo ano consecutivo o Tiradentes Vinho e Jazz Festival que acontecerá no período de 30 de maio a 01 de junho.

O Largo das Forras, principal ponto turístico, será palco para apresentações musicais e para apreciadores de bons vinhos. Os vinhos serão apresentados através de comercialização de cartelas com direito a 06 degustações cada em 03 categorias sendo elas Premium, Super Premium e Gold.

Em 2014, o evento terão os produtores de vinhos representados em cada stand divididos em 8 países. Este novo formato visa divulgar o vinho, tendo o participante a possibilidade de perceber as características dos vinhos de determinado pais. É didático, simples e mais fácil para o leigo.

Haverá também vinhos de pequenos produtores, vinhos boutiques, para os conhecedores que sempre procuram novas experiências.

O evento ofertará palestras e degustações especiais, para diversos níveis de conhecimento e em diversos locais, sendo disponibilizado algumas gratuitamente através de inscrições antecipadas.

II  Tiradentes Vinho e Jazz
Do dia 30 de maio ao dia 01 de junho
Cartelas de degustação: R$ 25, R$ 35 e R$ 55 (seis taças por cartela)

Reservas e inscrições:
Libertas Receptivo (31) 2516 0333 / (31) 9955 2505

Valle Nevado espera 200 mil brasileiros nesta temporada

Foto: Divulgação / Valle Nevado

O Valle Nevado Ski Resort apresentou as novidades para a temporada 2014 em um almoço realizado em São Paulo. Entre elas está a abertura de um novo restaurante e de mais dois edifícios residenciais dentro do complexo, além da ampliação do Snowpark, que foi duplicado e ganhou novas zonas de salto, e da pista La Diablada, que foi aumentada em 30%.

Com as novidades, a expectativa é que o número de brasileiros no destino chileno cresça ainda mais em 2014. “Na temporada passada recebemos 182 mil turistas do Brasil, 150% a mais do que em 2012. Para este ano, a expectativa é superar os 200 mil visitantes vindos do Brasil, nosso maior mercado emissor”, afirmou o diretor comercial e de Desenvolvimento de Valle Nevado, Ricardo Almeida. A temporada de 2014 vai de 27 de junho a 26 de setembro.

Ainda de acordo com Almeida, estas novidades visam melhorar a experiência de quem visita o Valle Nevado, tanto esquiadores experientes como principiantes. “Resolvemos focar nas famílias brasileiras e por isso investimos também na Escola de Neve, que dá atenção especial para adultos e crianças”, acrescentou.

Aberturas
Para a temporada 2014, o Valle Nevado inaugurou mais dois empreendimentos residenciais. Com isso, o complexo passa a oferecer 500 unidades com este estilo. “Notamos que nas estações de esqui norte-americanas este modelo de empreendimento é o mais procurado pelos visitantes e decidimos apostar aqui também”, disse Almeida.

O executivo ainda ressaltou que o hóspede das unidades residenciais podem desfrutar de toda a experiência de serviços que tem o hóspede do resort. “Temos novas aberturas previstas para 2015 e este projeto se enquadra na nossa política de atrair mais famílias para o resort”, completou.

Além das novas unidades, o complexo hoteleiro tem também um novo restaurante: o La Leñera, localizado no acesso às pistas de esqui e com vista para elas por meio de terraços em estilo lounge. O empreendimento possui conceito bistrô e aposta em um menu que mescla as culinárias americana e chilena.

Fonte: Panrotas

IHG inaugura primeiro empreendimento em Minas

O Intercontinental Hotel Group (IHG) anunciou a abertura de sua primeira unidade em Minas Gerais. O Holiday Inn Belo Horizonte Savassi foi aberto no dia 1º e conta com 216 apartamentos distribuídos por 16 andares, além de quatro salas de reuniões, com capacidade de acomodar até 130 pessoas. “A abertura do hotel baseia-se nas nossas raízes e na longa presença no Brasil, e continua com o compromisso da IHG de desenvolver hotéis que ofereçam a todos os viajantes uma estada confortável e de qualidade em qualquer cidade”, disse o vice-presidente da IHG para Distribuição e Marketing Comercial no México, América Latina e Caribe, Gerardo Murray. A unidade mineira é a 14º da rede hoteleira em todo o País.

Os apartamentos do novo hotel dispõem de camas de casal (queen ou king size), área de estar com poltrona, secador de cabelo, cafeteira, ferro e tábua de engomar, além de estação de trabalho ergonômicas e banheiros com chuveiro multifuncional. Junto ao hotel, foi apresentado também o restaurante Drummond, especializado cozinha contemporânea internacional e na culinária mineiras.

Fonte: Panrotas

Etihad terá apartamento, studio e residência a bordo

ABU DHABI – O presidente e CEO da Etihad Airways, James Hogan, lançou na manha deste domingo, 4 de maio, em Abu Dhabi, as novas classes que a empresa de Abu Dhabi implantará a partir de dezembro deste ano, nos A-380 e B-787. As novas aeronaves, que começam a chegar no final do ano, já virão com o novo desenho do projeto Flying Reimagined, que levou cinco anos, entre pesquisas, análise de custos e negociações com autoridades e fabricantes. Já as aeronaves já existentes passarão por um retrofit nos próximos anos, para se adaptarem aos novos padrões, inspirados na hotelaria de luxo, no design arrojado de Abu Dhabi e na segmentação do cliente. Algumas classes, porém, são exclusivas do A-380 e do B-787.

A Etihad receberá, nos próximos anos, dez A-380 com 498 lugares (há opção para mais cinco), em quatro classes, e 71 787 (41 787-9 e 30 787-10), com duas ou três classes. Também há pedidos de A-350 e dos novos Boeing 777. A frota atual de 96 aeronaves ganhará 15 aeronaves este ano. Segundo Hogan, a companhia já recebeu 40% dos 200 aviões pedidos em 2008, no famoso contrato de US$ 43 bilhões. No ano passado, em Dubai, houve nova negociação.

Os nomes das novas classes já dizem que a empresa, nas palavras de seu líder, foi um passo além do que existe hoje no mercado:

The Residence by Etihad, exclusiva do A-380 e com três ambientes: sala, banheiro e quarto com cama de casal. Pode acomodar até duas pessoas, algo inédito na aviação.

First Apartment, também exclusiva do A-380. Os nove apartamentos estarão divididos por um corredor único, como em um hotel, e terão poltrona e cama. O espaço é 74% maior que a atual primeira classe.

First Suites, nova configuração da primeira classe no 787. Como as cabines foram projetadas em blocos circulares, os corredores ficaram em curva, algo inédito na aviação.

Business Studio, a nova classe executiva, com 20% mais espaço que a atual. São 70 lugares no A-380 e 37 no B-787.

No A-380, a The Residence (duas pessoas), a First Apartment (nove cabines individuais, seis delas conctantes) e a Business Studio (70 lugares) ocupam o upper-deck. As três classes podem utilizar o The Lobby, espaço com TV, bebidas, jogos e seis assentos para quem quer variar o ambiente durante o voo. A primeira classe também conta com chuveiro e sala para troca de roupa.

Na parte de baixo do A-380, os 417 lugares da classe econômica, que ganhou novo assento: o Economy Smart Seat, com encosto para a cabeça fixo (como se fosse o assento da janela), ajuste lombar, conectividade (tomadas e wi-fi estarão disponíveis), cores vibrantes e lounge para snacks e bebidas. O novo assento também estará no 787.

Primeiros mercados
O A-380 da Etihad fará sua estreia na rota Londres-Abu Dhabi, em dezembro. Segundo Peter Baumgarter, chief commercial officer da empresa, o preço de uma perna Londres-Abu Dhabi será de US$ 25 mil na The Residence, e a primeira classe terá preços semelhantes aos atuais.

Depois de Londres, o A-380 da Etihad chegará a Nova York, Paris, Melbourne e Sydney. Já o 787 será operado para Washington, Dusseldof, Mumbai e mais 40 destinos à medida em que forem sendo entregues as aeronaves.

“Estamos apostando em segmentação e levamos em conta desde o peso dos novos produtos até os custos. A classe The Residence traz o conforto de um jato privado ou de um iate e nossas pesquisas indicam que há mercado para isso. Nós ganhamos dinheiro com a primeira classe. Pode ser que empresas europeias não ganhem, mas estamos apostando nessas novas classes pois sabemos que nos trará retorno”, disse James Hogan, no encontro com mais de 100 jornalistas de todo o mundo (do Brasil, a PANROTAS e a revista Wish cobrem com exclusividade).

“Inovação requer investimento contínuo e vamos oferecer algo único ao mercado. Criamos um Centro de Inovação para continuarmos a nos desafiar. Esse é o primeiro resultado”, explicou Hogan, que não revelou os investimentos feitos nos novos produtos. “A companhia deu lucro no ano passado e esperamos o mesmo para 2014. Os novos produtos estão alinhados com nossa meta de rentabilidade”, finalizou.

Outras novidades do A-380 e do B-787 da Etihad incluem:

– área de reza com privacidade, para os muçulmanos, incluindo um sinalizador da direção exata de Meca.
– entrada das aeronaves lembrando o lobby de um hotel –butique, com os equipamentos de serviço “escondidos”por persianas decoradas com elementos da cultura árabe.
– iluminação e decoração que lembram os hotéis-butique.
– mordomo treinado pela Savoy Academy na suíte The Residence.
– a The Residence só poderá ser fruto de upgrade se o cliente quiser pagar com milhas. Nem funcionários, nem convidados, nem clientes Vips terão upgrade para a The Residence.

Fonte: Panrotas

Localização aparece como item mais importante em hotel

A localização do hotel é o mais importante na escolha do empreendimento para os viajantes de negócios. A conclusão é de uma pesquisa idealizada pela Choice Hotels International sobre as preferências dos hóspedes corporativos. Entre os 529 entrevistados, 73% disseram que a localização do hotel era o quesito mais importante, enquanto 61% priorizaram a qualidade do apartamento. Em terceiro lugar na preferência desses hóspedes, aparece o wi-fi gratuito, item mais importante para 55% dos entrevistados.

“Cada vez mais os passageiros usam múltiplos equipamentos quando viajam e acredito que a expectativa é de que, seja em um quarto de hotel ou numa companhia aérea, você possal acessar internet wi-fi gratuita onde esteja”, diz o vice-presidente de Distribuição Global da Choice Hotels, Robert McDowell. A pesquisa mostrou ainda que 84% dos entrevistados prefere trabalhar em seus quartos, enquanto apenas 10% escolhem o business center do hotel e outros 4% preferem áreas comuns do empreendimento, como o lobby. Entre o público entrevistado, 76% reservou o apartamento on-line e outros 60% fizeram o check-in via smartphone ou tablet.

Fonte: Panrotas

Senac RJ cria programa de Hospitalidade para melhorar o atendimento no Rio

Com o objetivo de melhorar a qualidade do atendimento dos serviços no estado do Rio, o Senac RJ lançou o Programa Senac de Hospitalidade. A iniciativa começou no concurso Comida di Buteco, que acontece até 11 de maio no Rio de Janeiro. O primeiro passo do programa foi sensibilizar proprietários e capacitar funcionários dos estabelecimentos participantes. Ao todo, 115 garçons e atendentes e 31 bares participaram do programa. O segundo passo será a premiação do melhor boteco no quesito atendimento. Após o concurso, o Senac RJ vai oferecer às equipes dos 31 estabelecimentos participantes mais 40 horas de capacitação com foco em Hospitalidade e vai medir a evolução do atendimento.

O resultado do programa já pode ser conferido nos bares do Comida di Buteco, mas o trabalho vai ter continuidade.  Depois da experiência adquirida no concurso, o Programa vai ser expandido para outras áreas. A gerente de cursos de Gastronomia, Turismo e Hotelaria do Senac RJ, Patricia Bailey, explica que o objetivo do programa vai além da capacitação: “A ideia é fazer com que todos que trabalham com atendimento se reconheçam como agentes de Hospitalidade capazes de proporcionar uma experiência memorável para os clientes”.

Para ter mais informações sobre o concurso, acesse: www.comidadibuteco.com.br

Para ter mais informações sobre o Senac RJ, acesse: www.rj.senac.br

Captação de eventos do Brasil é referência na América Latina

País está entre os 10 principais que mais sediam encontros internacionais e é líder no continente. Realização de megaeventos deverá contribuir para crescimento do segmento nos próximos anos.

O Programa de Apoio à Captação e ou Promoção de Eventos Internacionais foi tema de encontro entre o presidente exercício da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto e o diretor regional para América Latina da ICCA (International Congress & Convention Association), Santiago Gonzalez, durante a feira WTM Latin America, em São Paulo (SP). “Todos os esforços empreendidos nesse sentido fizeram com que houvesse um crescimento considerável no número de eventos realizados do País. Os megaeventos contribuirão para ampliar o espaço do Brasil no segmento nos próximos anos”, comentou Neto.

O diretor regional da ICCA ressaltou as iniciativas da Embratur para apoiar as entidades públicas e privadas nas ações de captação de eventos internacionais. “Além de estar entre os 10 principais países que mais sediam encontros estrangeiros, podemos observar o trabalho de diversificação dos destinos. Isso fará com que o Brasil continue líder na América Latina”, destacou. Apenas 22 cidades do Brasil realizaram eventos estrangeiros em 2003, o número mais que dobrou em 2012, alcançando a marca de 57 cidades.

Segundo a gerente de Congressos, Negócios e Eventos da Embratur, Maria Katavatis, a diversificação dos destinos é um dos pilares do Programa realizado pelo Instituto. “Os eventos ajudam a enfrentar a questão da sazonalidade, garantindo ocupação mais constante nos hotéis e a movimentação de toda a cadeia produtiva da cidade”. O presidente em exercício complementou dizendo que, além da grande movimentação financeira gerada pela presença dos visitantes internacionais nos eventos, o País se beneficia em aspectos muitas vezes incalculáveis, referentes à construção da imagem e aos avanços propostos com a realização destes encontros.

Programa de Apoio à Captação e Promoção de Eventos Internacionais
Em 2013, a Embratur lançou o edital de Chamamento Público para Apoio as Ações de Captação e ou Promoção de Eventos Internacionais da Embratur. Foram apresentadas 27 propostas vindas de vários estados, que totalizaram R$ 6,4 milhões. Destas, nove foram classificadas, totalizando um valor de R$ 1,2 milhão. Das nove propostas classificadas, sete são do Rio de Janeiro (RJ), uma de Salvador (BA) e a outra de Bonito (MS).

Fonte: Embratur

Vicente Neto assume a presidência da Embratur

O novo presidente é turismólogo e desde o ano passado exercia a função de assessor especial no Instituto.

O turismólogo Vicente Neto assumiu a Presidência da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). A nomeação do novo presidente foi publicada na quarta-feira (30) no Diário Oficial da União (DOU).

Vicente Neto, 48 anos, também é graduando em Direito e pós-graduado em Administração. Servidor de carreira da Universidade Federal da Bahia desde 1985, começou a exercer a função de assessor especial da Presidência do Instituto em 2013.

Nascido na Bahia, Neto já foi Secretário Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, após ocupar o cargo de chefe de Gabinete do mesmo ministério. Em seu estado, foi secretário de Cultura, Esporte e Lazer da Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas e secretário de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Econômico e São Sebastião do Passé.

Entre os anos de 1989 e 2004 foi dirigente da Central Única dos Trabalhadores na Bahia, coordenador de Formação do Sindicato Estadual dos Trabalhadores em Educação Superior da Bahia, coordenador Geral do Sindicato dos Servidores da Universidade Federal da Bahia, e Coordenador Geral da Federação Nacional dos Servidores das Universidades Brasileiras.

Fonte: Embratur